Partidos de esquerda ficam de fora de manifestações contra Bolsonaro

Nenhum comentário

As siglas da oposição ao governo não convocaram a militância ou até mesmo desestimularam a presença de filiados nos atos contra o governo Jair Bolsonaro. Os protestos estão marcados para ocorrer no domingo (7.jun.2020). Os partidos políticos foram questionados pelo  Poder360 sobre as ausências:
O argumento oficial para não participar dos protestos é o isolamento social para frear a transmissão da covid-19. Há o receio, também, de que militantes partidários sejam hostilizados.
Na prática, de acorddo com o Poder 360, os partidos não sabem como agir diante das manifestações contra Bolsonaro. O espectro dos protestos de 2013 ainda assusta os caciques das legendas, que neste momento têm ao menos dois motivos para aguardar o desenrolar dos atos: o receio de serem hostilizados por grupos apartidários e a chance de observar o tamanho e os reflexos políticos.
O principal líder petista, o ex-presidente Lula, criticou em reunião interna os movimentos suprapartidários contra Bolsonaro ao dizer “não ter idade para ser maria vai com as outras“. Em nota, o PT disse apoiar os atos legítimos e pacíficos. Mas não chamou nem incentivou a militância a participar.


Nenhum comentário

Postar um comentário