Bolsonaro anuncia mais R$ 1,2 mil de auxílio emergencial

Nenhum comentário

Governo estuda também o perdão de dívidas de pequenas empresas


Após um dia recheado de reuniões sobre o destino do auxílio emergencial, o presidente Jair Bolsonaro disse que ainda não definiu os valores da prorrogação do benefício. Ele disse que a ideia é transferir mais R$ 1,2 mil para os trabalhadores, mas não sabe ainda se serão duas ou três parcelas. "Os números não estão definidos ainda. Mas a gente vai prorrogar por mais dois meses o auxílio emergencial, que vai partir para uma adequação. 

Serão com certeza R$ 1,2 mil em três parcelas. Basicamente deve ser dessa maneira. Deve ser, estamos estudando, R$ 500, R$ 400 e R$ 300", disse Bolsonaro na live desta quinta-feira (25/6).

Perdão de dívidas de pequenas empresas

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou em live ao lado do presidente Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (25) que o governo estuda perdoar dívidas de empréstimos das linhas de crédito criadas para pequenas empresas em resposta a crise da pandemia da covid-19.

A ideia é que as pequenas empresas que conseguirem pagar as parcelas do empréstimo no ano que vem e honrarem os pagamentos dos impostos sem atrasos, possam ser beneficiadas com um bônus por serem bons pagadores e até mesmo com o perdão do restante da dívida.


Nenhum comentário

Postar um comentário