Atibaia: Qualquer semelhança é mera coincidência


Por Mariano Maciel

Conhecida nos tempos da Lava-Jato como sede do sítio atribuído a Lula, Atibaia volta à cena com a prisão de Fabrício Queiroz na casa do advogado do senador Flávio Bolsonaro.

* Tudo como dantes no quartel de Abrantes?

Valeixo em Portugal?

O Itamaraty já enviou ao Palácio do Planalto a indicação do nome de Maurício Valeixo, diretor-geral da Polícia Federal na gestão de Sérgio Moro, para assumir o posto de adido em Portugal. Agora, o futuro de Valeixo depende apenas da assinatura de Jair Bolsonaro, o inimigo público de seu antigo chefe.

* Mas Bolsonaro vai avalizar a indicação.

Bolsonaro...

Vai ficando difícil, de novo por iniciativa própria de um presidente que não para de se enrolar sozinho, defender o discurso de que a crise de Queiroz não tem nada a ver com o presidente.

* A crise de Fabrício Queiroz não tem nenhuma relação, por ora, com o governo federal. Ele é investigado por atos cometidos quando era assessor parlamentar de Flávio, e não de Jair Bolsonaro, na Assembleia Legislativa do Rio.

...e a crise

Ao usar o Palácio do Planalto e o horário do expediente para se reunir com ministros de Estado e líderes governistas no Congresso para discutir a prisão do amigo e ex-assessor do filho, o presidente passa um imenso recibo, leva para o Executivo federal mais uma de “n” crises que tem para administrar simultaneamente, todas elas com potencial explosivo e em concomitância com uma pandemia que ainda ceifa milhares de vidas no Brasil.

Eleições municipais
Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, decidiu colocar em votação na terça-feira da semana que vem a proposta de emenda à Constituição (PEC) que adia as eleições municipais de outubro para novembro/dezembro.
* O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, no entanto, afirmou que os deputados estão divididos e pode não haver votos suficientes para aprovar o projeto.
Boa notícia
Pela primeira vez desde o início da pandemia, Acre e mais cinco estados estão em retração no número de contágios.  È o que mostra um estudo feito pela PUC-Rio.
* O levantamento revela que Acre, Amazonas, Maranhão, Pará, Roraima e Tocantins estão com taxa de transmissão inferior a um – ou seja, menos de um novo contágio para cada infectado.
Ranking das ressalvas
Levantamento do TCU sobre ressalvas das contas presidenciais mostra que Bolsonaro empatou com Lula no primeiro ano de governo: 14 para cada um. Em termos de distorções, ou seja, tecnicalidades consideradas menores, Bolsonao lidera com 27. Lula apenas seis.
* Já as contas do primeiro ano de Dilma (2011) tiveram oito ressalvas, e de Temmer (2017),  cinco.
Frase
“Foi feita uma prisão espetaculosa. Parecia que estavam prendendo o maior bandido da terra. Ele não estava foragido e não tinha nenhum mandado de prisão conta ele” – presidente Jair Bolsonaro, sobre a prisão de Fabrício Queiroz.




Postagem Anterior Próxima Postagem