Amazonas deve figurar no topo do ranking mundial da pandemia

Nenhum comentário


O Estado do Amazonas deverá figurar, em pouco tempo, no topo do ranking mundial da pandemia, com uma mortalidade superior à da registrada na Espanha e na Itália. 

Com a segunda posição no quadro de estados com maior porcentual de miseráveis no Brasil e a imensa maioria dos índios, negros e pardos abaixo da linha da pobreza, o Amazonas tem um cenário perfeito para uma tragédia sanitária, já que muitos não podem cumprir o isolamento social.

Além disso, os 222 dos 463 leitos de UTI do estado reservados para casos de Covid-19 foram 100% ocupados algumas vezes desde o início do surto e o índice de mortes em domicílio aumentou 146% entre março e abril. Dados que mostram a gravidade da situação.

Nenhum comentário

Postar um comentário