MPAC avança em diálogo e acerta cooperação com estado de Massachusetts

Nenhum comentário


O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) deu sequência ao diálogo, por videoconferência, nesta sexta-feira (29), com membros do órgão análogo no estado de Massachusetts (EUA) visando consolidar cooperação técnica entre as duas instituições.
 Desde o início do ano o MP acreano vem conversando com autoridades do Ministério Público do estado norte-americano na intenção de firmar parceria que resulte em colaboração em diversas áreas envolvendo capacitação, intercâmbio e visitas técnicas.
 A procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, abriu a videoconferência e disse estar feliz por ter colaborado para o avanço da parceria. A reunião contou também com a participação de pesquisadores da Universidade Federal do Acre (Ufac), dentre eles o professor Irving Foster Brown, que ajudou na tradução.
 Com a pandemia da Covid-19, o cronograma de trabalho e o foco de discussões foram adaptados. O grupo de trabalho, formado com membros das duas instituições, volta agora a atenção para mudanças climáticas com implicações na saúde e violação de direitos humanos, através da troca de experiências na defesa de direitos e no que toca à legislação de ambos os países.
 Em linhas gerais, procuradores e promotores de Justiça expuseram problemáticas locais como queimadas e desmatamento, a organização da criminalidade e os conflitos gerados pelo comércio ilegal de drogas e os impactos do coronavírus no sistema de saúde, com as correspondentes ações institucionais desenvolvidas para mudar o cenário.
 Responsável pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), a procuradora de Justiça Patrícia Rêgo esteve nas tratativas e disse que a parceria com o estado de Massachusetts vai enriquecer e aprimorar a atuação ministerial. “Vamos trabalhar juntos e vamos trocar experiências na proteção dos direitos”, afirmou a procuradora.
 Segundo ela, a chefe da instituição norte-americana, Maura Healey, o equivalente a procuradora-geral de Massachusetts, foi solícita ao MP acreano e tem se mostrado preocupada com violações de direitos humanos, meio ambiente e direitos das mulheres. 
 Agência de Notícias do MPAC 

Nenhum comentário

Postar um comentário