Bolsonaro diz que não entregaria celular mesmo que o STF ordene; ‘Só se fosse um rato’, afirmou

Nenhum comentário

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira 22, que não vai entregar seu aparelho celular para perícia em caso de uma eventual ordem para fazê-lo por parte do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Celso de Mello. A afirmação foi feita em entrevista à Jovem Pan.
“Só se o presidente da República for um rato para entregar o telefone. Jamais entregaria um celular numa situação dessa. Só se fosse um rato para entregar o telefone”, declarou.
O chefe do Executivo federal se referia ao despacho encaminhado pelo decano do Supremo à PGR (Procuradoria Geral da República) para que o órgão se manifeste sobre o pedido nesse sentido feito a partir de 3 notícias-crime relacionadas à suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal, atitude relatada por Sergio Moro.



Nenhum comentário

Postar um comentário