Governo alega falta de recursos e desiste de antecipar 2ª parcela do auxílio emergencial

Nenhum comentário

O governo informou ontem (22) que, devido à falta de recursos, o pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais não terá início nesta quinta-feira 23, como esta previsto.
Por meio de nota, o Ministério da Cidadania  afirmou que recebeu recomendação da CGU (Controladoria Geral da União) a respeito da impossibilidade de efetuar novos depósitos. “Por fatores legais e orçamentários, estamos impedidos legalmente de fazer a antecipação da segunda parcela do auxílio emergencial.”
A pasta informou que solicitará mais verba ao Ministério da Economia a fim de quitar o pagamento das 3 parcelas do benefício. De acordo com a Cidadania, o recurso disponível para cada uma das 3 parcelas é de R$ 32,7 bilhões. “Já foram transferidos R$ 31,3 bilhões, e ainda serão avaliados cerca de 12 milhões de cadastros para a 1ª parcela.”

Nenhum comentário

Postar um comentário