Senador infectado pelo coronavírs diz que abraçou “meio Congresso”

Nenhum comentário

Deu no Globo e Antagonista

O senador Nelsinho Trad, o primeiro parlamentar a ser infectado pelo novo coronavírus disse ao Globo que abraçou “meio Congresso” antes de ser diagnosticado.

* “Você entra lá dentro, vindo de uma viagem internacional, e acaba abraçando os caras. Eles gostam da gente. Estive com Rodrigo Maia, com Davi Alcolumbre, com Paulo Gudes, com Mandetta, com Ramos numa reunião que falei que deveríamos tomar providência e ter disciplina. Não precisamos esperar morrer um para depois fazer o que tem de fazer – Palavras de Trad.

Impondo internação

O avanço dos casos confirmados do Covid-19 no Brasil fez o ministro da Justiça, Sérgio Moro, a formular duas portarias com regras de combate à doença. Elas serão publicadas no Diário Oficial da União da semana que vem. Uma delas prevê a regulamentação da quarentena e da internação obrigatórias de pessoas suspeitas de terem contraído o vírus, sem que haja uma prévia autorização da Justiça.

* A outra deve estabelecer normas a serem adotadas dentro das penitenciárias.

Novo exame

O presidente Bolsonaro que afirmou nas redes sociais não ter sido infectado pelo coronavírus deve se submeter a outro teste e, até sair o resultado, ficar em isolamento.

* Ele adiantou a MP que lidera R$ 5,1 bilhões para o combate à doença.

Antecipação da ferias escolares

O GDF (Governo do Distrito Federal) elaborou decreto antecipando o recesso das férias escolares do mês de Julho, que terá início a partir desta segunda-feira, 16. A medida faz parte do enfrentamento ao novo coronavírus.

* As férias terão duração máxima de 15 dias corridos, independente do calendário escolar

Muda Senado

Um grupo de senadores pode se tornar a “pedra do sapato de Alcolubme” na busca da reeleição para a presidência da Casa em 2021. Com 22 membros dos mais variados partidos, o Muda Senado tem como meta chegar até lá com 30 integrantes e um poder maior de decisão sobre a pauta da Casa.

* Embora o grupo não possua uma estrutura hierárquica, os membros têm no líder do Podemos, Álvaro Dias, (PR), seu principal articulador.

Bomba atômica

Ministro Gilmar Mendes, do STF, afirmou nesta semana que crises abertas pelo Governo Bolsonaro fazem parte das dores do processo democrático, um momento de aprendizado no qual testam-se os limites das instituições. Ele destaca ainda que, na atual conjuntura, não enxerga elementos que justifiquem um pedido de afastamento do presidente.

* “Não basta só o argumento do crime político, é preciso que haja uma condição e política” – diz, Ele critica também os saudosos da ditadura. “Não devemos ter nenhuma saudade do regime militar” – complementa.

Frase

“Depois de afirmar que o coronavirus era fantasia da imprensa, Bolsonaro corre o riso de cair na real” – da leitora do CB Giovanna Gouveia.


Nenhum comentário

Postar um comentário