Ronaldinho Gaúcho e irmão são presos por decisão da Justiça paraguaia


Foto: Reprodução Facebook/Ministério Público do Paraguai
O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto de Assis, foram presos no Paraguai nesta 6ª feira 6. De acordo com o jornal local ABC Color, os dois estão reclusos na Agrupación Especializada.
Os irmãos tiveram a prisão decretada pela Justiça local, atendendo a pedido da Procuradoria Geral do país. O objetivo é impedir que os dois deixem o Paraguai durante as investigações envolvendo passaportes adulterados.

ENTENDA O CASO

Ronaldinho Gaúcho e o irmão chegaram ao Paraguai na última 4ª feira 4. O passaporte de Ronaldinho dizia que ele era paraguaio naturalizado. O craque foi ao país para apresentar um evento beneficente e lançar seu livro, “Gênio da Vida”.
De acordo com o portal Uol, a irregularidade foi detectada logo no aeroporto, mas devido à comoção dos fãs, as autoridades optaram por deter o ex-jogador e seu irmão no hotel.
Os dois passaram boa parte do dia seguinte (5.mar) prestando esclarecimentos ao Ministério Público paraguaio. Outras 3 pessoas foram presas em decorrência das investigações: o brasileiro Wilmondes Sousa Lira, acusado de fornecer os passaportes, e duas mulheres supostamente conectadas com o caso.
Nesta 6ª feira (6.mar), Ronaldinho e Assis foram ao tribunal para julgamento do chamado “critério de oportunidade”, 1 dispositivo legal que livraria ambos de qualquer processo em troca de cooperação com as investigações –o que foi negado pelo juiz Mirko Valinotti.
No mesmo dia, a Procuradoria pediu a prisão dos irmãos.



Postagem Anterior Próxima Postagem