Conselho de Ética vota pela absolvição do deputado André Janones.



A deputada Vanda Milani -juntamente com a unanimidade  dos demais  membros do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados- votou pelo arquivamento da representação do Solidariedade contra o deputado André Janones (Avante-MG). O deputado foi acusado de quebra de decoro por ter ofendido os colegas parlamentares que votaram a favor  da nova lei de abuso de autoridade. No Conselho de Ética esta terça-feira,10, Janones  se desculpou aos membros de Conselho pela forma com que se expressou à época  e disse que houve uma “falha de comunicação”.

O relator do processo, Diego Garcia (Podemos-PR) apresentou parecer favorável  ao arquivamento. Durante a sessão de apreciação da representação, Vanda Milani reconheceu a mudança de postura de Janones . “Ao ter pedido desculpas no plenário da Comissão de Ética , num ato de humildade e reconhecimento de haver extrapolado, Janones reconheceu que a representação do Solidariedade lhe serviu de aprendizado”, acrescentou.

Defesa do parlamento

Em sua manifestação no Conselho de Ética, a deputada afirmou ainda  que a representação do Solidariedade contra Janones foi ,sem nenhuma dúvida, o de defender o Parlamento e a necessidade de procurar dar ou por um final a tais ofensas dirigidas aos parlamentares de modo geral. “A ofensa dos seguidores  do deputado pela redes sociais foram maiores ainda”. O próprio Janones, segundo a parlamentar , reconheceu a dureza de ter falado contra os parlamentares de forma genérica  e que era necessário retroceder em seu comportamento no Parlamento.




Postagem Anterior Próxima Postagem