BNDES anuncia medidas para injetar R$ 55 bilhões na economia

Presidente Jair Bolsonaro e o presidente do BNDEs Gustavo Montezano 

Foto: Gustavo Lima/Poder 360
O presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Gustavo Montezano, anunciou junto ao presidente Jair Bolsonaro quatro medidas econômicas que visam a injetar R$ 55 bilhões na economia. O objetivo é mitigar os efeitos econômicos da pandemia de coronavírus, que já infectou 1.128 brasileiros.
Eis um resumo:
  • R$ 20 bilhões – transferência de recursos do PIS/Pasep para o FGTS, possibilitando novos saques ao trabalhador. A operacionalização será feita pelo Ministério da Economia e já havia sido divulgada pelo governo. Ou seja, o pacote do BNDES é menor do que foi anunciado;
  • R$ 19 bilhões – refinanciamento para operações diretas com o BNDES;
  • R$ 11 bilhões – refinanciamento para operações indiretas com o BNDES;
  • R$ 5 bilhões – capital de giro para micro, pequenas e médias empresas.
O anúncio foi feito online. Bolsonaro participou da residência presidencial, o Palácio da Alvorada. Durante a transmissão, o presidente disse estar preocupado com a manutenção dos empregos no país.
Montezano afirmou que as medidas anunciadas neste domingo visam beneficiar 150 mil empresas que empregam duas milhões de pessoas. “É uma crise transitória. Daqui a alguns meses a gente vai voltar a ter as nossas vidas normais. É importante manter essas estruturas estabilizadas”, afirmou.
As medidas de refinanciamento durarão 6 meses. O período, no entanto, pode ser expandido se a crise de coronavírus persistir.
De acordo com o site Poder 360, o presidente do banco informou que outras medidas serão anunciadas nas próximas semanas



Postagem Anterior Próxima Postagem