TJAC apresenta um dos melhores resultados no Mês Nacional do Júri 2019

Nenhum comentário


No Mês Nacional do Júri 2019, liderado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os juízes do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) proferiram 88 condenações e 30 absolvições, chegando à condenação de 74,6% dos réus.
Dentre os casos, constavam seis processos em que os acusados estavam sendo julgados por matarem mulheres, enquadrados na Lei do Feminicídio. Em quatro casos, o júri popular decidiu que os réus deveriam ser condenados, tendo ainda uma absolvição e um que ainda será levado a julgamento.
Os dados divulgados pelo CNJ também apontaram que outros 24 casos antigos também foram pautados, tendo a realização de júri em 66,7% dos processos, chegando à decisão de culpado para 30% dos casos.
Ao todo, 84% dos processos foram julgados, deixando o TJAC entre os oito primeiros no ranking brasileiro.
Para o presidente da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac), Danniel Bomfim, os dados apontam o empenho de magistrados e servidores em cumprir com a missão dada pelo CNJ.
“É um excelente trabalho que buscou dar maior agilidade aos processos, o que só foi possível graças aos abnegados juízes e servidores”, finalizou.
 Freud Antunes


Nenhum comentário

Postar um comentário