Morre Hosni Mubarak, ex-presidente do Egito

Foto: Mohamed  Mostafa/Via Getti Images

Hosni Mubarak, ex-presidente do Egito, deposto em 2011, morreu aos 91 anos. A informação foi divulgada pela TV pública do país. Ainda segundo a estatal, ele passou por uma operação e ficou cerca de um mês sob cuidados intensivos. Vale lembrar que a saúde do ex-ditador já estava debilitada, e ele chegou a depor deitado em uma cama nos últimos anos.

Mubarak ficou no poder durante 30 anos até ser deposto em 2011 com a onda de protestos -- conhecida como ‘Primavera Árabe’. O ex-presidente ficou preso por seis anos, mas foi inocentado das acusações e libertado.
Desde sua renúncia, em fevereiro de 2011, após 18 dias de protestos sem precedentes contra seu regime, muitos boatos circularam sobre a saúde do ex-chefe de Estado, tanto na imprensa como nas redes sociais.
Depressão aguda, câncer, acidentes cardiovasculares ou problemas respiratórios foram algumas das hipóteses citadas a respeito da saúde do ex-presidente, que foi hospitalizado diversas vezes na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).
Nesta terça-feira (25), a notícia de sua morte foi confirmada e divulgada pela imprensa egípcia, incluindo canais de televisão e o jornal Al Ahram.
De acordo com a imprensa, o funeral militar de Mubarak acontecerá na quarta-feira.
Entre as primeiras reações a sua morte, a presidência do Egito, ocupada por Abdel Fatah al Sisi, publicou um comunicado de condolências, que apresenta o autocrata como "um herói da guerra de outubro de 1973" (contra Israel), durante a qual comandou a Força Aérea.
Com informações da AFP.


Postagem Anterior Próxima Postagem