Ministério da Justiça criará grupo de trabalho para apoiar o Acre no enfrentamento à violência

Nenhum comentário

A medida atende pedido de ajuda feito pelo governador Gladson Cameli ao ministro Sérgio Moro, juntamente com integrantes da bancada federal do Estado




O Ministro da Justiça, Sérgio Moro, vai estruturar um grupo de trabalho integrado por representantes de todas os órgãos de segurança federais e do Acre para definir um plano de trabalho específico para ajudar no enfrentamento à violência no Estado. A previsão é que a primeira reunião seja realizada na próxima terça-feira, 11.
A medida foi anunciada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, atendendo pedido de ajuda feito pelo governador Gladson Cameli, juntamente com integrantes da bancada federal acreana, em audiência com o ministro, nesta terça-feira, 4.
“O Estado está fazendo a sua parte e estamos reunindo os poderes constituídos do Estado para um esforço conjunto no enfrentamento à violência, mas nossas fronteiras estão abertas e temos nossas limitações e precisamos de reforço”, disse o governador.
Entre as reivindicações do governo, e que integram documento encaminhado ao ministério, estão a viabilização de força-tarefa, com a Polícia Federal, para combate às organizações criminosas; recursos materiais e humanos para ativação da Base Integrada de Segurança de Fronteira na região do Vale do Juruá; e medidas voltadas para o controle e vigilância de fronteiras.
“Vamos trabalhar juntos e desenvolver um plano específico para atender da melhor forma a questão do Acre”, disse Moro, que anunciou para a próxima terça-feira, 11, uma reunião de equipes do ministério para tratar do assunto.
Entre os participantes do encontro com o ministro Sérgio Moro estavam o secretário de Segurança , Paulo César Rocha dos Santos, que fez um relato do problema da violência no estado, medidas tomadas e necessidades; o representante do governo do Acre em Brasília, Ricardo França; integrantes da bancada federal do Estado: o coordenador da bancada, senador Sérgio Petecão; o senador Márcio Bittar; as deputadas Mara Rocha, Vanda Milani e Perpétua Almeida; e os deputados Flaviano Melo, Alan Rick, Jesus Sérgio e Manuel Marcos.

Pistas de pouso

Foto:  Foto: Cabo Reis/Cedidas pelo Exército
Ainda nesta terça-feira o governador Cameli também manteve reunião com o chefe do Departamento de Engenharia e Construção do Exército, General Claudio Coscia Moura. Foi tratar sobre restauração e ampliação da pista de pouso do município de Santa Rosa do Purus e restauração da pista de Marechal Thaumaturgo, além de instalação de balizamento nesses aeródromos. A ideia é que as obras sejam realizadas em parceria com o governo do Estado e iniciadas ainda este ano.
“O investimento, em cada pista, é de aproximadamente de R$ 40 milhões, das obras para os moradores locais, que vivem praticamente isolados e onde o acesso ocorre só de barco ou avião”, explicou o governador. A necessidade também foi citada pelo representante do governo do Acre em Brasília, Ricardo França, destacando os riscos que a precariedade dessas pistas representam para a populações locais.
De acordo com o general Claudio Coscia Moura, as obras também são de interesse do Exército, uma vez que também as pistas de pouso também serão úteis para pelotões do Exército instalados nessa região.




Nenhum comentário

Postar um comentário