Indicação do novo embaixador nos EUA será votada com urgência pelo Plenário

Nenhum comentário
Nestor  Forster e Nelsinho Trad 

Foto: Geraldo Magela/Ag. Senado

A Comissão de Relações Exteriores sabatinou e aprovou por unanimidade nesta quina-feira (13) o nome de Nestor José Forster Junior, escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar a embaixada brasileira nos Estados Unidos. A indicação seguiu com urgência para o Plenário, onde será necessária a aprovação por maioria absoluta dos senadores (no mínimo 41) para que ele assuma um dos principais cargos da diplomacia brasileira. A cadeira, contudo, não é novidade para Forster. Ele vem ocupando interinamente o cargo há cerca de um ano, como encarregado de negócios da representação brasileira.

O diplomata considerou que a visita de Bolsonaro ao presidente americano, Dolnald Trump, em março de 2019, foi uma “virada de página” nas relações bilaterais Brasil-EUA. A partir daquele momento, disse, os Estados Unidos reconheceram o pleito do Brasil para ingressar na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Ele explicou que parte da estratégia para que isso aconteça foi a retirada do Brasil da lista dos países em desenvolvimento, como uma forma de acesso, no futuro, à organização, que é composta por 36 países.  

Na sabatina, Forster citou que há perspectiva de aumento em cooperação na área militar e de defesa, uma vez que o Brasil ganhou o título de aliado preferencial extra da Otan. A embaixada, segundo ele, tem o desafio de aprofundar a cooperação científica, tecnológica e espacial porque o Brasil está sendo convidado a integrar importantes projetos em centros de pesquisa norte-americanos. O diplomata também destacou como resultado da visita de Bolsonaro o acordo de salvaguardas tecnológicas e a cooperação na base brasileira de Alcântara para lançamento de satélites.

Fonte: Agência Senado


Nenhum comentário

Postar um comentário