Brasil tem 9 casos suspeitos de infecção por coronavírus em 6 Estados

Nenhum comentário

O secretário-executivo do ministério, João Gabbardo dos Reis (centro), ao lado do secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira (esq.) Foto: Divulgação/MS

O Ministério da Saúde anunciou nesta 4ª feira 29, mais 6 casos suspeitos de coronavírus no Brasil. Agora, o total já de casos investigados pela pasta já chega a 9, espalhados pelos Estados de São Paulo (3), Santa Catarina (2), Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (1), Paraná (1) e Ceará (1).
A pasta informou também que fará atualizações diárias sobre suspeitas de contaminação pelo novo vírus no território nacional. O secretário-executivo do ministério, João Gabbardo dos Reis, disse que ainda deve demorar até que a situação se normalize.
Até agora, 33 casos foram notificados no Brasil. Destes, 24 já foram descartados ou excluídos. Nenhum dos casos investigados atualmente é classificado como provável. A paciente de Minas Gerais, que está com o diagnóstico mais avançado, deve ter a confirmação ou não da contaminação até 6ª feira (31.jan).
O secretário-executivo da pasta disse que não haverá bloqueio a pessoas que venham da China. Por outro lado, ele voltou a orientar que empresas evitem viagens à China e que também não realizem reuniões no Brasil com a presença de pessoas do país asiático. Segundo a pasta, 250 pessoas chegam da China todos os dias no território brasileiro.
Também foi ressaltado, durante coletiva de imprensa, que não haverá bloqueios para produtos de origem chinesa. Outro ponto abordado é de que o presidente Jair Bolsonaro deve assinar um decreto recriando um grupo interministerial para emergência de saúde pública. O ato deve ser publicado nesta 5ª feira 30.
O Brasil está no nível 2 da classificação de risco, ou seja, em “perigo iminente”. Se for confirmada alguma suspeita, o país passa ao nível 3, de emergência de saúde pública. Os estágios fazem parte do protocolo do COE (Centro de Operações de Emergência) e determinam a postura do país em relação à vigilância na entrada e saída de viajantes do país e à atenção nas unidades de saúde.
Com o risco, o Ministério da Saúde recomenda que os brasileiros evitem viagens à China. O ministro Luiz Henrique Mandetta sugeriu que apenas viagens necessárias sejam realizadas.
O surto que teve início na China, já se espalhou para outros 16 países. São eles: Tailândia, Cingapura, Japão, Malásia, Estados Unidos, França, Alemanha, Coreia do Sul, Emirados Árabes, Canadá, Vietnã, Camboja, Nepal, Sri Lanka e Finlândia.

CARNAVAL MANTIDO

Questionado sobre o Carnaval, o secretário Gabbardo disse que o ministério optou por não interferir nas festividades da data. A pasta promoverá campanhas similares às divulgadas para o combate à gripe.
“Não existe nenhuma decisão do Ministério da Saúde nesse momento de alguma interferência ou de alguma intervenção mais drástica em relação ao Carnaval”, afirmou.
Fonte: Poder 360



Nenhum comentário

Postar um comentário