Vanda Milani participa da elaboração da Carta de Madri, na COP 25.

Nenhum comentário


Membro da  missão oficial de parlamentares brasileiros que participam da Conferência sobre Mudanças Climáticas(COP-25),realizada em Madri(Espanha),a deputada Vanda Milani(Solidariedade )foi a única deputada federal a participar da elaboração da  Mensagem do  Congresso Nacional e dos Governadores da Amazônia Legal na COP-25,uma Carta contendo os principais desafios para  desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Elaborada por congressistas e governadores  cujas reuniões foram presididas  pelo senador Davi Alcolumbre (presidente do Congresso Nacional) ,a Carta  reitera os compromissos do Brasil assumidos no Acordo de Paris, orientados para uma economia verde, desmatamento ilegal zero, defesa dos povos indígenas e populações tradicionais ,com inclusão socioeconômica e respeito à cultura destes povos .

No Documento, de acordo com a parlamentar, o Congresso Nacional declara seu total apoio ao Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal como voz para o país e o mundo. A Carta, destaca Vanda Milani, também  pleiteia apoio e autorização do Governo Federal para que o Consórcio Interestadual e os estados associados possam captar junto ao mercado internacional e enfatiza que 2020 deverá  contribuir decisivamente na efetivação dos mercados ambientais-como pagamento por resultados e créditos decorrentes da manutenção e recuperação de florestas.

Comprometimento.

Por fim, salienta a deputada, a Carta conclama ao comprometimento nacional e internacional por meio de ações positivas e concretas para a efetivação de um novo modelo de desenvolvimento sustentável para a Amazônia legal e seu povo. Após redigida e assinada por todos, a Carta de Intenções foi entregue ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, no espaço HUB Brasil, pavilhão 6, na sede da COP 25. Para Vanda Milani, a COP 25 e a elaboração da Carta, “será um divisor de águas na concretização de uma  política ambiental equilibrada e sustentada, que tenha por fim a preservação do meio ambiente e valorização do homem que nele habita”.  






Nenhum comentário

Postar um comentário