Sicoob Acre apoia atividades esportivas e sociais em diversas cidades do estado

Nenhum comentário


Uma das principais diretrizes da Cooperativa de Crédito e Investimentos do Acre (Sicoob Acre) é investir em atividades que deem bons resultados no âmbito social. Nesta perspectiva, a instituição apoia várias atividades esportivas e sociais em diversas do estado. A ideia é potencializar projetos que promovem inclusão social, perspectivas positivas e bons retornos nas comunidades que são beneficiadas pelas ações. A prática de oferecer assistência iniciou em 2008.
Entre as dezenas de iniciativas apoiadas pelo Sicoob Acre estão a Escolinha de Futebol do Galvez Esporte, nas categorias de 10 a 19 anos, o Projeto Em Forma com o Batalhão, que ensina práticas de artes marciais de Jiu-Jitsu e desenvolvido pelo 3º Batalhão da Polícia Militar (PM-AC) em Rio Branco, Torneio de Futevôlei da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e o Torneio de Futebol Acrelândia, feito pela comunidade da cidade do interior para promover o esporte local.
Presidente da Cooperativa de Crédito e Investimentos do Acre, José Generoso explica que a ideia inicial era apoiar somente a Escolinha de Futebol do Galvez, que atualmente atende cerca de 260 crianças carentes na capital. Porém, os bons resultados que essa ação trouxe fez com que a entidade expandisse a oferta de apoio a outras atividades. Ele destaca que a prática é mantida e fortalecida porque ajuda a atender ainda mais gente, crianças, adolescentes e jovens promissores.
“A cooperativa mantém essa prática desde 2008. Com o Galvez, por exemplo, a intenção inicial era incluir apenas as crianças da periferia para darmos um lazer, afastá-los da ociosidade e das tentações da criminalidade. Após algum tempo, as equipes foram formadas para as competições dentro das categorias de base do futebol acreano. Hoje são 260 crianças alcançadas e elo segundo ano consecutivo jovens do sub-20 disputar a Copa são Paulo de Futebol Juniores”, diz Generoso.
O Projeto Em Forma com o Batalhão é desenvolvido com crianças do bairro São Francisco e os demais locais que integram a parte alta de Rio Branco. A finalidade é inserir os beneficiados na prática do Jiu-Jitsu para trabalhar a construção de valores como ordem, disciplina e cidadania. “Isso afasta essas crianças das más influências e amizade perigosas, além da inclusão social. O projeto do 3º Batalhão alcança em média 80 jovens na região”, destaca o presidente do Sicoob Acre.

Nenhum comentário

Postar um comentário