SINTESAC repudia decisão do Governo do Acre

Nenhum comentário


O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Acre (SINTESAC), vem a público repudiar a decisão do governo do Estado do Acre, em estar retirando o adicional de insalubridade de mais de 40 trabalhadores em saúde da Unidade de Pronto Atendimento da Sobral (UPA da Sobral).

Na manhã de hoje ontem (18), circulou um memorando no interior da unidade, que trata da retirada das gratificações. Com salários defasados, agora a categoria terá mais essa baixa. O Sintesac repudia essa medida.

Insalubridade

É caracterizada pela exposição do trabalhador a determinados agentes físicos, químicos ou biológicos. Tal exposição necessariamente deve decorrer do ambiente de trabalho ou da atividade desenvolvida.

Ademais, o artigo 189 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) define insalubridade como as atividades ou operações que, por sua natureza, condições ou métodos de trabalho, exponham os empregados a agentes nocivos à saúde, acima dos limites de tolerância fixados da natureza e da intensidade do agente e do tempo de exposição aos seus efeitos.

O Sintesac vai acionar a justiça para reverter essa situação. Uma paralisação geral pelos trabalhadores afetados não está descartada. “Já passamos para o jurídico tomar as medidas legais e vamos levar aos trabalhadores”, garantiu o sindicalista.


Nenhum comentário

Postar um comentário