Senado aprova limite de gastos para as eleições do ano que vem

Nenhum comentário


Para 2.020 caberá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgar a tabela de tetos para gastos de campanha por município e cargo, antes do pleito. Os valores de 2016 deverão ser atualizados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Nos municípios onde houver segundo turno na eleição para prefeito, o teto de gastos será de 40% daquilo que tiver sido permitido no primeiro turno. O texto também introduz um limite para o investimento de candidatos nas suas próprias campanhas.

O autofinanciamento ficará limitado a 10% do teto estabelecido para o cargo ao qual o candidato concorre. È o que determina projeto de lei aprovado pelo Senado e que deve ser sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, até esta quinta-feira, 4.

Nenhum comentário

Postar um comentário