Ministro do Turismo deve ser convocado pelo Congresso após indiciamento da PF

Nenhum comentário

Foto: Válter Campanato/Agência Brasil
Quando as suspeitas de que o ministro do Turismo, Álvaro Antonio, estava por trás de um esquema de candidaturas laranjas vieram à tona, o presidente Jair Bolsonaro indicou que demitiria o ministro caso a irregularidade fosse confirmada pela Polícia Federal (PF). Com o indiciamento de Álvaro Antonio nesta sexta-feira (4), a oposição começou, então, a cobrar que Bolsonaro tire Álvaro Antonio dos quadros do Executivo. Também já há articulações para que o ministro seja convocado para prestar esclarecimentos das candidaturas laranjas no Congresso. O pedido de convocação deve ser apresentado já na próxima terça-feira (8).
Líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) explicou que a Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor já fez alguns convites para que o ministro Álvaro Antonio fosse ao Senado falar das candidaturas laranjas, que na época ainda eram tratadas como suspeitas. O ministro, contudo, cancelou a ida ao colegiado em três situações diferentes. Por isso, agora que ele foi indiciado pela PF, Ranfolde promete partir para a convocação. "Transformarei o convite em convocação terça-feira. E, como Bolsonaro prometeu, aguardaremos a exoneração imediata do ministro", informou Randolfe nas redes sociais.
Fonte: Congresso em Foco

Nenhum comentário

Postar um comentário