Presidente e ministros acompanham desfile cívico militar em Brasília

Nenhum comentário

Foto: Marcello Casol Jr/Agência Brasil
O primeiro desfile em comemoração à Independência do Brasil na gestão do presidente Jair Bolsonaro, começou às 9h deste sábado. O presidente acompanhou a apresentação ao lado da primeira-dama Michelle, dos filhos, além de diversos ministros e autoridades.
Bolsonaro chegou à tribuna de honra, montada na Esplanada dos Ministérios, no Rolls Royce presidencial, junto a um de seus filhos, o vereador carioca Carlos Bolsonaro. Ele foi recebido pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha; pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo; pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre; e pelo presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Marcos Pereira. Em seguida, já posicionado na tribuna, Bolsonaro recebeu as honras militares da Guarda Presidencial.
A esposa Michelle e a filha Laura chegarem antes e acompanharam a aproximação do presidente da tribuna. Outros dois filhos do presidente, o senador Flávio Bolsonaro e o deputado federal Eduardo Bolsonaro também estão na tribuna de honra. Conforme determina o protocolo, o início do desfile foi autorizado pelo presidente, após solicitação ao Comandante Militar do Planalto, o general Sergio da Costa Negraes, que conduz a apresentação.
(Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
Também estiveram na tribuna de honra presidencial o vice-presidente Hamilton Mourão, e boa parte dos ministros do governo, entre eles Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Tereza Cristina (Agricultura), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Ricardo Salles (Meio Ambiente), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e Abraham Weintraub (Educação).
Convidados pelo presidente Bolsonaro, o bispo, Edir Macedo, e os empresários Silvio Santos e Luciano Hang também estavam na tribuna. Hang fez uma espécie de transmissão em tempo real do evento em seu Twitter.
“Hoje comemoramos a nova Independência do Brasil. Temos que deixar de ser o “país do futuro”, para ser a nação de agora. Estamos nos livrando do comunismo e da corrupção. Com Deus, família, ordem e progresso, vamos conquistar um lugar de destaque no mundo. Estamos juntos”, escreveu o dono da Havan.
Com informações da Agência Brasil.

Nenhum comentário

Postar um comentário