Datafolha: reprovação de Bolsonaro vai de 33% a 38%, diz O Globo

Nenhum comentário


Pesquisa Datafolha publicada nesta segunda-feira pelo jornal "Folha de S. Paulo" aponta que a popularidade do presidente Jair Bolsonaro (PSL) caiu de 33% para 38% em pouco menos de dois meses — o levantamento anterior foi feito no início de julho.
O percentual que avalia o seu governo como ruim ou péssimo ultrapassa o número de entrevistados que o considera ótimo ou bom.A pesquisa aponta ainda que a aprovação de Bolsonaro também caiu  de 33%, em julho para 29%, agora — dentro do limite da margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou menos. Já a avaliação do governo como regular ficou estável, passando de 31% para 30%.Bolsonaro segue sendo o presidente eleito mais mal avaliado em um primeiro mandato, comparando os governos de Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.
Queda entre os mais ricos
Bolsonaro teve queda acentuada entre os considerados mais ricos, com renda mensal acima de 10 salários mínimos, caindo de 52% em julho para 37% agora nesta enquete. Entre os mais pobres, que ganham até dois salários mínimos, esse índice  é de 22%,As piores avaliações de Bolsonaro também ficam entre os mais jovens (16 a 24 anos), 24%, e dos com menor escolaridade (só ensino fundamental, 26%.Entre as regiões, Bolsonaro viu sua reprovação aumentar de 41% para 52% no Nordeste de julho para cá. Na região Sul, considerada bolsonarista, a avaliação negativa de seu governo aumentou de 25% para 31%. As mulheres são as que mais rejeitam o presidente:  43% das entrevistadas o avaliam como ruim ou péssimo, ante 34% dos homens. Foram ouvidas 2.878 pessoas com mais de 16 anos em 175 municípios.
Um jornalista perguntou ao presidente o que ele achou da pesquisa DataFolha. Eis a resposta de Bolsonaro: “Alguém acredita no Datafolha? Você acredita em Papai Noel?” 

 


Nenhum comentário

Postar um comentário