Bombeira do DF morre em ato de bravura


(foto: Arquivo pessoal)

A soldado do Corpo de Bombeiros do DF, Marizelli, Armelinda Dias,  31 anos  morreu no último domingo (15/9), após ser atingida por um galho de eucalipto de médio porte e por fios de alta-tensão, enquanto combatia um incêndio na QNL 2, próximo à Via Estádio. A equipe médica informou que a bombeira veio a óbito em decorrência das fraturas e de uma possível descarga elétrica que sofreu, conforme noticiamos ontem, com informações do Correio Braziliense. .

Ela ficou em contato com os cabos de energia que romperam e caíram com a árvore até que a Companhia Energética de Brasília (CEB) pudesse realizar o trabalho que cortasse a corrente elétrica, para realizar o resgate com segurança. Marizelli sofreu fraturas nas costelas, braço e perna, traumatismo craniano e teve pelo menos cinco paradas cardiorrespiratórias. 

O corpo da soldado Marizelli  está sendo velado no 2º Grupamento de Bombeiro Militar, em Taguatinga e será sepultado no Cemitério Campo da Esperança, em Taguatinga, no final da tarde.
Fonte: CB

Postagem Anterior Próxima Postagem