PT solta nota em repúdio à transferência de Lula

Nenhum comentário

O Partido dos Trabalhadores (PT) publicou nota em repúdio à transferência do petista da carceragem da Polícia Federal em Curitiba para São Paulo autorizada pela juíza substituta Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, nesta quarta-feira o7. Para os correligionário, trata-se de “perseguição” e “ilegalidade” do processo.
Segundo o texto, a mudança de cárcere foi de exclusiva responsabilidade da Superintendência da Polícia Federal do Paraná, agindo como forma de retaliação à defesa de Lula. “A decisão da juíza Carolina Lebbos caracteriza mais uma ilegalidade e um gesto de perseguição a Lula, ao negar-lhe arbitrariamente as prerrogativas de ex-presidente da República e ex-Comandante Supremo das Forças Armadas”, destacou.
A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou com um pedido nesta quarta-feira para conseguir a “liberdade plena” do político. O advogado Cristiano Zanin fez três requisições ao ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes. O primeiro é para conceder ao seu cliente a liberdade. Se este não for acatado, ele pede para que o ministro suspenda a decisão da Justiça Federal de Curitiba de transferi-lo para um presídio de São Paulo. E, por último, caso seja de fato encaminhado para São Paulo que permaneça em uma sala de Estado Maior.
“Nessa hipótese — de reconhecida incapacidade do Estado de assegurar os direitos previstos na Constituição da República e nas Leis —, cabe conceder ao Paciente o restabelecimento de sua liberdade plena, jamais coloca-lo em situação de maior vulnerabilidade jurídica e pessoal”, escreveu o advogado.

Nenhum comentário

Postar um comentário