Moro manda PF investigar queimadas


(foto: José Cruz/Agência Brasil)

O ministro da Justiça, Sergio Moro, disponibilizou agentes da Policia Federal para investigar possíveis ações incendiárias criminosas na região da floresta amazônica. A decisão ocorreu neste domingo 25, após solicitação de Jair Bolsonaro, que tenta reverter a crise instaurada mundialmente após o aumento das queimadas na Amazônia. 

Mais de 70 pessoas entre sindicalistas, produtores rurais, comerciantes e grileiros, combinaram em um grupo do WhatsApp incendiar em 10 de agosto as margens da BR163, rodovia que liga essa região do Pará aos portos fluviais do Rio Tapajós e ao Estado de Mato Grosso. “A Polícia Federal vai, com sua expertise, apurar o fato. Incêndios criminosos na Amazônia serão severamente punidos”, escreveu Moro no Twitter.

Na mesma rede social, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, acrescentou que Bolsonaro determinou “abertura de investigação rigorosa para apurar e punir os responsáveis pelos os fatos narrados”

Neste domingo, o presidente da França, Emmanuel Macron, disse que os líderes do G7 estavam próximos de um acordo sobre como ajudar a combater os incêndios na floresta amazônica e tentar reparar a devastação.

Por Correio Braziliense/Bernardo Bittar

Postagem Anterior Próxima Postagem