Ministra da Agricultura acena positivo para as reivindicações do setor cafeeiro

Nenhum comentário


A ministra da Agricultura Tereza Cristina recebeu das mãos do presidente da Frente Parlamentar do Café (FPC), deputado federal Emidinho Madeira, uma pauta de reivindicações de ajuda do governo federal ao setor cafeeiro. Durante  audiência na noite de terça-feira, (20), com a participação da bancada mineira e parlamentares de outros estados, a ministra acenou positivamente com uma política pública voltada para o setor nos próximos meses.
Emidinho Madeira disse que para estancar a crise que passa os produtores de café, será preciso a implantação do Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (PEPRO) na modalidade invertida, de forma urgente, como também a prorrogação das dívidas de custeio do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para o prazo de cinco anos com um ano de carência mantendo as condições contratuais. Ainda, segundo a pauta apresentada, será necessário a intercessão junto aos agentes financeiros para sua adesão ao Programa de Composição de Dívidas Rurais do BNDES, e ainda, a revisão das entidades privadas constantes do Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC), de forma a equilibrar melhor as representações dos elos da cadeia cafeeira. Outra proposta da pauta é de que a CNA passe a ter três assentos, o CNC continue com dois, a indústria e o CECAFÉ com um assento cada.
A ministra garantiu que ainda nesta semana irá convidar os bancos para discutir a questão do endividamento do setor cafeeiro, de forma que estes orientem suas agências regionais e locais sobre a prorrogação das dividas dos cafeicultores de acordo com as regras da manual de credito rural do Banco Central.
Preocupada também com as dívidas do setor cafeeiro, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL), esteve presente à audiência e estendeu total apoio aos cafeicultores. O presidente Comissão Nacional do Café, da CNA, Breno Mesquita, explanou os entraves que passam o setor nos últimos anos.
“Agradeço o apoio da Frente Parlamentar do Café, da bancada mineira em nome dos deputados Evair Vieira de Melo, Diego Andrade e dos senadores, Antônio Anastasia, Carlos Viana e Rodrigo Pacheco”, finalizou.


Nenhum comentário

Postar um comentário