Mais de 80 parlamentares se uniram pra “salvar” Lula-

Nenhum comentário
Ricardo Stuckert Filho/Instituto Lula

Um grupo de mais de 80 parlamentares de 12 partidos diferentes foi, na tarde desta quarta-feira (7) ao Supremo Tribunal Federal (STF) demonstrar apoio ao recurso do ex-presidente Lula (PT) para evitar a transferência para São Paulo.
Segundo o deputado Marcos Pereira (PRB-SP), que acompanhou a ida ao Supremo, 82 deputados e senadores de pelo menos 12 partidos diferentes se dirigiram ao STF nesta tarde. Eles foram conversar com o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, em apoio à defesa de Lula. Segundo Marcos Pereira, Toffoli afirmou que iria analisar o recurso contra a transferência ainda hoje.
Segundo Pereira, que é presidente do PRB - um dos partidos que faz parte do chamado Centrão da Câmara -, os parlamentares foram “apoiar o Brasil, e não o ex-presidente”. Ele, que também é vice-presidente da Câmara dos Deputados, ainda afirmou o pedido é que se faça Justiça. “Há sim exageros em algumas decisões de primeira instância”, completou ele.
Um dos principais líderes do Centrão e líder da Maioria na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), reforçou o discurso de excessos da Justiça na primeira instância. Ele avaliou que o movimento que reuniu diversos partidos nesta tarde visa evitar abusos e tratamento isonômico na Justiça, e não de “casuísmos”.
Também de um partido do Centrão, o deputado Fábio Trad (PSD-MS), concedeu coletiva no STF, após a conversa com Toffoli. Segundo ele, a transferência de Lula para Tremembé é uma violação da garantia da integridade física do ex-presidente ao decidir sobre um pedido feito há mais de um ano pela Polícia Federal, que alegava não ter condições de manter Lula em Curitiba. 
"Um problema de natureza operacional não tem estatura, não tem força jurídica, para restringir ou violar um direito de garantia individual, que é a integridade física claramente ameaçada se ele for transferido para um presídio que não oferece as mínimas condições para o resguardo da sua integridade física. Todos nós sabemos disso", afirmou Trad.
Fonte: Yahoo Notícias


Nenhum comentário

Postar um comentário