Brasil será aliado prioritário extra-OTAN dos Estados Unidos



(Foto: Alan Santos/PR)
Os Estados Unidos designaram oficialmente nesta quarta (31) o Brasil como aliado prioritário extra-OTAN. O ato é o cumprimento de promessa feita em março, durante encontro entre os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump, em Washington, capital norte-americana.
Os países, agora, ficarão mais próximas militarmente, o que facilita ao Brasil na compra de armas e equipamentos de defesa dos EUA. Na América do Sul, atualmente apenas a Argentina possuía esse título.
O fato de ser um aliado extra-Otan faz do Brasil um aliado mais próximo do Brasil, o que implica em:
·         Ser comprador preferencia de equipamentos e tecnologia militares dos EUA
·         Ter prioridade na promoção de promover treinamentos militares diretamente com as Forças Armadas dos EUA
·        
Participar de leilões que o Pentágono organiza para vender seus produtos militares
Hoje, são aliados extra-Otan dos Estados Unidos a Argentina, Austrália, Bahrein, Egito, Israel, Japão, Jord6ania, Kuwait, Marrocos, Nova Zelândia, Paquistão, Filipinas, Coreia do Sul, Taiwan, Tailândia, Afeganistão e Tunísia.
A Otan é uma organização que, com 29 países-membro, garante, entre outros, o princípio da defesa coletiva. Ou seja, em possível ataque a um membro do grupo, todos os membros restantes o tomarão como agressão.

 


Postagem Anterior Próxima Postagem