Bolsonaro fala em veto ''não populista'' ao PL do abuso de autoridade


Presidente diz que atenderá o seu ''centrão'', composto pelos ministros Sérgio Moro, Paulo Guedes e Tarcísio Freitas, na decisão sobre derrubada de trechos do projeto que pune excessos cometidos por autoridades



O Projeto de Lei sobre abuso de autoridade, promete testar o relacionamento entre Jair Bolsonaro e o Congresso. O presidente da República tem dado sinais de que está mais à vontade para vetar trechos do texto para além do já acordado artigo que pune o agente da segurança pública pelo uso irregular da algema.

Nesta sexta-feira (30/8), ao deixar o Palácio da Alvorada, ele disse que atenderia o seu “centrão”, fazendo referência aos ministros da Justiça, Sérgio Moro; da Economia, Paulo Guedes; e da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. O termo é usado no Congresso para definir os partidos mais influentes.
Fonte: Correio Braziliense


Postagem Anterior Próxima Postagem