Acre, Amapá e Amazonas são alvos de operações contra facções criminosas


Foto: Divulagação/MP-MT

Ações simultâneas em nove estados desencadeadas pelos Ministérios Públicos cumpriram cerca de 300 mandados de prisão e apreensão contra facções criminosas.  As operações em conjunto agiram no combate ao crime organizado em todo o país e, pelo menos, 89 pessoas foram presas na última quinta-feira (15):  25 no Ceará; 21 em Alagoas; 20 em flagrante no Amapá; 12 detidas na Bahia; 5 no Rio de Janeiro; 5 em Mato Grosso do Sul e uma no Amazonas.

Articulada pelo GNCOC (Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas) - colegiado que reúne os Gaecos de todos os estados brasileiros, nove Gaecos (Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado) dos ministérios agiram, com auxílio de forças policiais, cumprindo mandados de prisão e de busca e apreensão contra integrantes de grupos criminosos.  

Região Norte

No Acre, foi realizada uma grande revista na Penitenciária Francisco  d´Oliveira Conde, na capital Rio Branco. O foco se concentrou nos  pavilhões dominados pelo PCC (Primeiro Comando da Capital) e a facção local "Bonde dos 13". A ação visou a apreensão de ilícitos e prospecção de informações, além da identificação de pessoas que exercem posição de liderança nessas organizações.
Já no Amapá, com alvos em Macapá, Santana e Porto Grande, a operação, que também teve foco no combate ao tráfico de drogas, foi contra a organização criminosa “Família Terror do Amapá”.
Foram cumpridos ainda três mandados de prisão e sete mandados de busca e apreensão no Amazonas. Dentre os alvos da medida, encontravam-se lideranças da organização criminosa "Família do Norte", considerada a terceira maior facção do Brasil.
Região Nordeste
Na Bahia são 19 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão. A operação está sendo realizada nos municípios de Senhor do Bonfim, Jacobina, Juazeiro, Capim Grosso, Serrolândia e Lauro de Freitas. Entre os alvos, estão integrantes de organização criminosa ligada ao PCC que atua com tráfico de drogas e é responsável por diversos homicídios no estado. Onze promotores de Justiça, 74 policiais militares e 99 policiais rodoviários federais participam da ação.
As operações “JERICÓ” e “AL QAEDA”, no Ceará, tiveram investigações que resultaram na expedição de 35 mandados de prisão e 29 mandados de busca e apreensão contra integrantes do PCC a serem cumpridos em todo o estado do Ceará.
Em Pernambuco 15 mandados de prisão foram cumpridos contra integrantes do PCC com atuação no estado. O MP cumpriu um mandado de prisão e busca e apreensão em apoio a operação que combate a lavagem de dinheiro no Rio de Janeiro. O mandado foi cumprido na cidade de Petrolina.
Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro, em três operações foram cumpridos 41 mandados de busca e apreensão contra policiais militares, sendo oito denunciados por associação criminosa e crime de corrupção passiva, um denunciado por associação para o tráfico de drogas, tendo sido todos afastados de suas funções pela Justiça. A segunda operação, cumpriu mandados de prisão contra sete traficantes em comunidades do Complexo de Madureira. 
A terceira, teve por objetivo prender acusados de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas, com denunciados que atuavam como “laranjas” para ocultar o dinheiro ilícito do tráfico de integrantes da facção Comando Vermelho.

Fonte: Gaecos

Postagem Anterior Próxima Postagem