Vanda Milani vota destaques em favor da mulher na Reforma da Previdência

Nenhum comentário


Numa sessão movimentada que adentou a madrugada desta sexta-feira,12,a deputada Vanda Milani(SD) votou favoravelmente à emenda que define que a aposentadoria das mulheres terá adicional de 2% por ano trabalhado a partir de 15 anos de contribuição (antes o piso iniciava com 20 anos).O piso dá direito a benefício de 60% da média salarial.

Em relação às pensões por morte, explicou a deputada, ficou garantido às viúvas  que o benefício não seja inferior ao salário mínimo desde que os dependentes não tenham nenhuma renda. Vanda Milani ressaltou que a emenda incluiu ainda a retomada do texto constitucional que prevê “proteção integral à maternidade, em especial a gestante”.

Convicção.

A deputada afirmou  ainda  que votou por convicção pessoal e também  atendendo a reivindicação da bancada feminina da Câmara dos Deputados. “Vale lembrar que, no caso das pensões, é preciso levar em conta que no Brasil as mulheres vivem mais que os homens. Portanto, são mais comuns viúvas que viúvos”, argumentou. Milani destacou que a aprovação da emenda foi uma vitória não apenas  do conjunto da classe política feminina, “mas também de todas as mulheres brasileiras”.

Nenhum comentário

Postar um comentário