PDT vai abrir procedimento contra 8 deputados dissidentes

Nenhum comentário

© Ueslei Marcelino / Reuters
A Comissão de Ética do PDT vai abrir procedimento contra Tabata Amaral (SP), Jesus Sérgio (AC) e os outros sis deputados que votaram a favor da reforma da Previdência. A informação foi dada pelo presidente do partido, Carlos Luppi.
O processo disciplinar pode propor advertência, suspensão ou mesmo expulsão da sigla, uma vez que os parlamentares desrespeitaram uma determinação da convenção do PDT em março passado, quando a legenda fechou questão contra as mudanças no sistema previdenciário.
O procedimento disciplinar deve durar de 45 a 60 dias para ser concluído, se for instaurado e cabe à Comissão de Ètica do PDT apresentar um parecer e a decisão final sobre eventuais penalidade é tomada pelo diretório do partido.
Além de Tábata e Jesus Sérgio, outros seis pedetistas votaram a favor do texto-base da reforma da Previdência: Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Gil Cutrim (MA), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO) e Subtenente Gonzaga (MG).
PSB
No PSB, que também fechou questão contra a reforma, há um grupo de parlamentares que correm o risco de receber alguma punição. Dos 32 deputados do partido, 11 votaram a favor da nova Previdência.
Com informações da Folhapress


Nenhum comentário

Postar um comentário