Governo assume compromisso em pagar a Etapa Alimentação aos servidores em saúde.

Nenhum comentário
ASCOM/SINTESAC

Em mais uma agenda de negociação com o governo, o Sindicato dos Trabalhadores em saúde do Acre, SINTESAC, SINDCONAM, SINDFAC, SINDIBIOMED, SINODONTO, além de outros sindicatos da categoria, se reuniram com a equipe de governo, para cobrar um posicionamento, definitivo das pautas  reivindicadas pelos trabalhadores:

1- Etapa Alimentação.
2 - Reintegração dos Irregulares no PCCR.
3 - Reformulação Integral do PCCR.
4 - Regulamentação do PRO SAÚDE.
5 - Concurso Público.

Após muita cobrança e mobilização do SINTESAC, junto a base com os trabalhadores, finalmente a equipe de governo, assume o compromisso em conceder a ETAPA ALIMENTAÇÃO, uma reivindicação viável, apresentada pelo SINTESAC, e uma das únicas formas dos trabalhadores terem, ainda este ano, algum retorno financeiro.

O governo se comprometeu a pagar, ainda este ano, no entanto, alegou não ter condições para o pagamento integral, ficando para os próximos dias 07/08 e 12/08, as datas para apresentação das justificativas, a definição da data para inicio do pagamento, e a proposta de 
escalonamento para chegar ao valor intergal de R$ 700,00, conforme foi proposto pelo sindicato.

  Quanto as negociações para reformular o PCCR, reintegrar os direitos dos irregulares, aposentados, fortalecer o salario base, rever as progressões, insalubridades, extras, reenquadramentos, carreiras, sexta parte, interiorização, adicional noturno, dentre outros, os trabalham começam no próximo dia 07/08, com previsão de término em setembro/2019, 
para em Outubro/2019, ser enviado a Assembleia e passar a ser pago em janeiro de 2020.

Quanto a regulamentação do PRO SAÚDE, o governo manteve a fala de que até 15 de dezembro, define a situação, que não irá demitir ninguém, que irá apresentar um cronograma de concurso público não vinvulado ao PRO SAÚDE, mas com base no deficit da SESACRE, e no próximo dia 07/08, definirá a forma de redução da jornada de trabalho.

Adailton Cruz, presidente do SINTESAC, explicou que desta vez, o posicionamento do governo ainda não foi o ideal, mas,  demonstrou mais sensibilidade e assumiu compromissos importantes, inclusive de pagar ainda este ano a etapa alimentação, negociar a  reformulação do PCCR e reduzir a jornada do PRO SAÚDE, no entanto, o sindicato não irá baixar a 
guarda, a mobilização para  movimento grevista, e as cobranças continuarão a todo vapor, até que os trabalhadores tenham o retorno efetivo em seus vencimentos e  melhorias nas condições de trabalho.

Por enquanto, iremos  aguardar os próximos passos do governo, dia 07 e 
12 de agosto.

 

Nenhum comentário

Postar um comentário