Sena Madureira: MPAC obtém condenação de homem por feminicídio

Nenhum comentário

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) obteve a condenação, nesta segunda-feira (20), perante o Tribunal do Júri da Comarca de Sena Madureira, de acusado por matar a namorada sem motivação conhecida. O crime ocorreu em 25 de julho de 2017.
 De acordo com a denúncia, assinada pela promotora de Justiça Vanessa de Macedo Muniz, Antonio Zenilton Silva da Costa, após uma discussão, armou-se com um pedaço de madeira e atacou a companheira, Carla Ferreira da Silva, 18 anos, com vários golpes na cabeça.  A vítima, mãe de dois filhos, foi ainda espancada e asfixiada.
 Para o MPAC, o crime foi praticado por motivo fútil, já que o denunciado matou a vítima de forma brutal, sem revelar o motivo.
 “Antônio Zenilton Silva da Costa, agindo com evidente vontade matar, por motivo fútil, mediante recurso que dificultou a defesa do ofendido e contra vítima mulher, por razões da condição de sexo feminino envolvendo violência doméstica e familiar”, sustenta a promotora na denúncia.
 A pena foi fixada em 24 anos e 9 meses de reclusão, em regime fechado. De acordo com a promotora de Justiça Juliana Barbosa Hoff, que atuou no júri, o caso teve a resposta que a sociedade esperava. 
 “Trata-se de um feminicídio bárbaro, cruel e covarde, que felizmente teve a condenação merecida do acusado. Que sirva de exemplo para a população”, salientou a promotora. 
 Agência de Notícias do MPAC

Nenhum comentário

Postar um comentário