A pedido de Bolsonaro, senadores do Acre votam pela manutenção do Coaf na Economia

Nenhum comentário


O Plenário do Senado aprovou, por 70 votos a favor e 4 contrários, o texto-base da Medida Provisória  que reorganizou a administração do governo federal com a aglutinação de ministérios e a mudança de algumas de suas atribuições. 

Foi mantida a alteração feita na Câmara dos Deputados, que transferiu o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça e Segurança Pública para a pasta da Economia. A matéria segue agora para sanção presidencial.

Os senadores acreanos  Sérgio Petecão (PSD), Mailza Gomes (PP) e Márcio Bittar (MDB) que pretendiam votar pela permanência  do Coaf  com o ministro Sérgio Moro mudaram o voto por conta do  pedido de ministros do Governo e do próprio presidente Jair Bolsonaro.  Os parlamentares decidiram pela mudança do Coaf do Ministério da Justiça para o da Economia, como já havia aprovado a Câmara dos Deputados.

Se o Senado tivesse modificado o texto aprovado na Câmara, a MP teria que ser reanalisada pelos deputados e o texto "caducaria". Isso porque a MP perde a validade no dia 3 de junho e até lá precisava ser aprovada no Congresso.

Nenhum comentário

Postar um comentário