Solidariedade estimula participação da mulher na vida política, informa Vanda Milani.

Nenhum comentário


- Lugar de mulher é onde ela quiser. E o Solidariedade é solidário com as mulheres -. A declaração é da deputada Vanda Milani, ao participar, esta quarta-feira(24),em Brasília, do lançamento do Projeto Lidera+, um curso de formação realizado pelo seu partido, o Solidariedade, para mulheres que pretendem concorrer a um cargo municipal, estadual ou federal nas próximas eleições.
Uma iniciativa da Secretaria da Mulher do Solidariedade em parceria com a Fundação 1° de Maio, o partido acredita que, ao final do Lidera+, as mulheres poderão concorrer com chances de vitória. Para Vanda Milani, é um estímulo à gestão política mais igualitária, além de contribuir com o equilíbrio social. “É um compromisso do Solidariedade com as mulheres interessadas em ingressar na vida político-partidária”.
Curso.
O Lidera+, explicou a deputada, será composto por sete módulos presenciais e atividades remotas, ministrados entre agosto de 2019 e maio de 2020, no município de São Paulo, por especialistas da área e lideranças do partido. Dentre os temas constam formação política, planejamento de campanha, formação de rede de apoio e comunicação. A Secretaria Nacional da Mulher do Solidariedade vai arcar com a estrutura do projeto ,além de custos de transporte, alimentação e hospedagem dos participantes.
As inscrições para o processo seletivo poderão ser feitas de 25 de abril a 14 de junho, por meio do portal http://www.solidariedade.org.br/lidera2019/. Serão selecionadas 100 mulheres ,divididas em duas turmas, de acordo com critérios definidos no edital do projeto. “Será uma oportunidade imperdível para mulheres do Brasil- e do Acre em particular- que realmente desejam participar ativamente da vida política ”, concluiu Milani.


Nenhum comentário

Postar um comentário