ACREPREVIDÊNCIA: UM DEBATE QUE NÃO ADMITE PRORROGAÇÕES - PARTE II

Nenhum comentário


Queridos alunos, eis-me aqui outra vez. Sentem-se que lá vem a História!

Joãozinho, veja quem está batendo na porta! 

- É o governador Gladson Cameli, fessor! 

Gladson da minha alma, olha o horário, rapaz!

Já não basta você ter feito seus colegas chegarem atrasados nas escolas em 2019, criatura? 

- Eu estava trabalhando, professor! Acabei me atrasando. Posso entrar?

Tá DETERMINADO! Pode entrar! 

- Mas professor, o senhor disse que não admitiria atrasos! 

 Aqui quem manda chover e parar de chover sou eu, Joaozinho! 

Portanto, sente-se e preste bastante atenção, Gladson! Já DETERMINEI!

A propósito, Gladson, Vossa Excelência tá parecendo um zumbi! Onde arranjou essas olheiras? 

- Eu fiquei até tarde lendo o estudo do Tesouro Nacional que o senhor mencionou na aula passada. 

Esse é o meu garoto! Pela iniciativa você irá ganhar um sinal de + na caderneta. 

- Professor, eu grifei uma dúvida no relatório do Ministério da Fazenda. O Senhor poderia me explicar? 

Sim, meu rapaz! Aponte-me o fato e eu te darei o Direito! Diga!

- Seguinte...Peraí...Tô procurando...! Acheeei, Professor! 

Fale, Gladson! 

- Professor, vamos por parte. O que é Custo do Regime de Previdência para os cofres do Tesouro Estadual ? 

Boa pergunta, vamos lá! Tomem nota!

'Custo do Regime de Previdência para os Cofres do Tesouro representa o montante de recursos que você terá que enviar da arrecadação própria para cobrir aquela parte da despesa mensal que o Acreprevidência não tem forças para arcar somente com as receitas oriundas das contribuições previdenciárias dos servidores ativos"

Entendeu, Gladson? Lembra quando falei do regime de repartição simples na aula passada? 

- Sou burro não, professor! Claro que eu entendi. O nome disso é déficit previdenciário, né? 

Gladson você está sabidim qui só. Vai ganhar outro sinal de + na caderneta. 

- Riquinho! Fosse eu...

Joãozinho, pare com isso! Aqui todos são tratados como iguais. 

Voltando...

Gladson, pq a pergunta? Viu algo mais? 

- Vi mermo! Professor, entre 2016 e 2017, os cofres do Tesouro Estadual acreano sofreram à beça, não foi? 

Gladson, não gosto quando Vossa Excelência fica olhando pelo retrovisor e menos ainda quando recusa ajuda dos "flanelinhas" quando eles tentam limpar o parabrisa do seu carro para que você possa olhar para frente com mais nitidez. Diminua isso, tá! 

- Tá bom, professor! Vou tentar olhar para frente. 

Prossiga!

- Professor, agora fiquei bem preocupado!  Acho até que irei suspender a prorrogação desse jogo. Vou ler aquele relatório do MP sobre a recomendação em relação aos ficha-sujas! 

É por aí. Você tem que entrar em campo, Gladson! Esse jogo aí é bruto e você terá que escalar um zagueiro habilidoso, que atue bem na defesa e articule o ataque. A dureza do jogo não admite a escalação de 'contundidos'.

Prossiga! Pq ficou assustado?  

-  Professor, entre 2016 e 2017, o Acre foi o estado brasileiro onde a elevação do déficit previdenciário foi mais severa! 

Sim, foi! Fale mais, Gladson! 

- Pois bem! Entre 2016 e 2017, segundo informa o relatório do Tesouro Nacional, os custos aos cofres do Tesouro Estadual para suprir o déficit do Acreprevidência cresceram 42%, elevando as despesas totais com pessoal a patamares assombrosos. 

Fale baixo, Gladson! 

- Pq, professor? 

É que o "professor" Malheiros tá aqui na sala ao lado e as paredes têm ouvidos! Ele não gosta desses assuntos. 

- Fala assim do bixim não, professor! 

Tá! Tá! Tá! E tá! Darei um desconto! 

Mas só darei depois que Vossa Excelência publicar o primeiro balanço orçamentário do  governo (Relatório Resumido de Execução Orçamentária do Primeiro Bimestre de 2019). 

O prazo vence dia 30. Serei justo com teu conselheiro se ele tiver feito tudo direitinho. Prometo! Só quero o melhor! 

Gladson, a aula de hoje foi bem proveitosa. Você, sozinho, conseguiu visualizar um gargalo bem sério vindo do Acreprevidência. 

- Obrigado, professor! O senhor é o cara! 

Sou nada! O cara é você! O cara que escolhemos para cuidar dos nossos problemas.

- Obrigado, tio! Mas o Joãozinho e a turma dele ficam fazendo bullying comigo! 

Relaxe, Gladson! Eles falam pq podem e é bom que falem. Você não quer saber o que teu povo pensa da tua gestão?

- Quero sim! Mas tem gente que exagera comigo. 

É assim mesmo, meu rapaz! Filtre e aproveite o que for útil como você já vem fazendo. No fundo, a maioria só quer ajudá-lo. 

- Tá bom! Vou pensar nisso!

Gladson, suas intervenções acabaram me inspirando. Você levará um DEVER PARA CASA   (ROSADA).

- Mas professor, eu terei que viajar. 

Gladson, você anda viajando muito. Não aceitarei mais teus atestados médicos! 

- Pára com isso,  professor. Eu estava dodói! Cof. Cof. Cof...

Tá bom!  Vou acreditar. O Joãozinho fala demais com essa história de insinuações sobre um tal 'Baticum, ziriguidum'.

De qualquer forma, vamos à tarefa para casa (rosada). A tarefa tem tudo a ver com os questionamentos que você trouxe hoje, Gladson. Ou seja: com as possíveis causas da elevação em 42% do déficit do Acreprevidência entre 2016 e 2017. 

Tome nota, Gladson! 

É o seguinte...

"Em Ofício enviado pelo TCE/AC em 25 de julho do ano passado (imagens) ao Secretário de Previdência Social do Ministério da Fazenda, o tribunal apontou uma série de falhas na gestão do Fundo de Previdência de Rio Branco  e também do Acreprevidencia. O conteúdo é de estarrecer! 

Uma auditoria  sobre as referidas falhas, se tudo foi encaminhado, está sendo realizada pela Associação dos Membros dosTribunais de Contas do Brasil - ATRICON, e o Instituto Rui Barbosa - IRB, sob a coordenação do Tribunal de Contas da União. 

O teu Conselheiro, o MALHEIROS, que também atua como Conselheiro do TCE nas horas vagas, é da diretoria da ATRICON, que é onde provavelmente a referida auditoria está sendo realizada. 

- E qual seria a tarefa, professor? 

Pedir informações sobre o andamento da referida auditoria e apresentar as informações à sociedade, eis que existem indícios gravíssimos a sugerir que a ampliação do déficit do Acreprevidência, no período que você mencionou, teria ocorrido por má gestão. 

- E de que modo tais informações podem ser úteis, professor? 

Gladson, um dos melhores professores ainda é o erro. Mas, os erros só inspiram quem almeja acertar. E esse me parece ser o teu caso. 

Peça informações, corrija os erros nos pontos onde eles porventura ainda persistem e bola pra frente. 

Se agir assim, com paciência e bom toque de bola, logo vocè fará um GOLAÇO! 

A aula de hoje encerra aqui. O material de apoio com os pontos citados hoje podem ser visualizados nas imagens. 

Na próxima aula veremos o impacto do déficit no Orçamento da Educação. O professor Malheiros estará presente acompanhando a aula. 

O professor Malheiros estará presente pq tais impactos estão ocorrendo ilegalmente em razão de manobras contábeis. 

- Professor, e o que o professor Malheiros tem com isso? 

Ora, tu esqueceu que ele também é Conselheiro do TCE?

- Sim. Ele é! E daí? 

É pq ele sempre votou favorável a essa marmotagem e você prometeu ir diminuindo o impacto do déficit do Acreprevidência no Orçamento da Educação.

Lembra a conversa que tivemos quando você chegou aqui todo contente para realizar sua matrícula na Escola das Coisas do Acre? 

Você prometeu que iria atuar para diminuir progressivamente o referido impacto, Gladson! 

Portanto, mãos à obra! 

Eu volto...



Nenhum comentário

Postar um comentário