Vanda Milani exalta participação da comunidade na vida política.

Nenhum comentário



O Solidariedade incentiva a população, em especial a mulher, a participar mais ativamente da vida política brasileira -A afirmação, da deputada Vanda Milani(SD),foi feita  durante o Encontro Nacional dos Parlamentares do Solidariedade, realizado esta quarta-feira(20,em Brasília. Fundado em 2013,hoje o Solidariedade conta  hoje com 14 deputados federais,29 estaduais e 1618 vereadores.

De acordo com Vanda Milani, o Solidariedade atualmente possui uma bancada federal eclética (composta por  representantes de diferentes  segmentos sociais) e tem como base programática a defesa das grandes questões nacionais como combate ao desemprego, à violência e a superação da crise econômica .”O solidariedade vem se consolidando em todo o território nacional. Ultrapassamos a cláusula de barreira, superamos o número de deputados necessários por lei  e contamos com  uma crescente aceitação popular”, disse a parlamentar.

Segundo o presidente nacional da agremiação, Paulinho da Força(SP), o Solidariedade mantém uma posição independente, mas de diálogo crescente e construtivo  com o Governo Federal. ”Defendemos uma reforma justa  da Previdência com a extinção de privilégios”, disse. No encontro, encaminhou-se ainda a proposição de implementação nos diretórios estaduais e municipais das secretarias da mulher, para estimular a participação das mulheres na vida política nacional .

Chamamento

”Volto para o Acre com o compromisso de convidar as mulheres do nosso Estado  a se filiar  no Solidariedade. Elas contarão, com toda certeza, com o apoio e orientação  da direção nacional, estaduais e municipais para concorrer às próximas  eleições de 2020”,assegurou. Para Vanda Milani, é essencial  ainda a  participação política de toda a sociedade civil organizada(homens e mulheres) em torno das grandes questões nacionais. ”Ninguém melhor que a própria  comunidade para  expressar seus anseios e expectativas através dos canais que a democracia dispõe. Quero ser instrumento destas reivindicações. Em especial do povo de meu Estado, o Acre, para que nossa gente possa se sentir bem representada”, resumiu.





Nenhum comentário

Postar um comentário