Renault lança carro e planeja incomodar grandes da F-1

Nenhum comentário
Cercada de grande expectativa depois da contratação de Daniel Ricciardo, a Renault lançou seu carro para a temporada 2019 nesta terça-feira (12), na sua fábrica em Enstone, Inglaterra. Mas o modelo mostrado deve ser bastante diferente do que alinhará no grid no Grande Prêmio da Austrália, que abre o ano da Fórmula 1, uma vez que o chefe Cyril Abiteboul admitiu que o lançamento foi "mais da pintura do que do carro", contendo apenas algumas peças novas.

O carro da Renault conta com as novas dimensões determinadas pelo regulamento, que deixou as asas mais largas, altas e simples, a fim de "limpar" o ar e ajudar o carro a seguir o rival de mais perto, criando mais chances de ultrapassagens. Na asa dianteira, a largura e altura aumentaram em 20cm, e ela estará 25cm mais à frente que em 2018. Já a asa traseira "sobe" 2cm, tem aumento de 10cm de largura e a abertura do DRS ganha também 2cm, aumentando seu potencial em cerca de 25%. Outra mudança importante é o aumento do limite de combustível de 105kg para 110kg, permitindo que os pilotos forcem mais durante as corridas.

Agora companheiro de Nico Hulkenberg, em sua terceira temporada pela Renault, Ricciardo reconhece o risco de ter apostado em uma equipe que não vence corridas desde o GP da Austrália de 2013, com Kimi Raikkonen, quando estava sob o comando da Genii e se chamava Lotus. Em seu estilo brincalhão, o australiano disse no lançamento que estava se juntando à Renault "para aprender francês". Desde que retomou o controle do time, a montadora francesa vem investindo pesado na reformulação da fábrica e na contratação de funcionários, tendo a meta de lutar pelo título em 2021.


Em 2019, a meta do time é se aproximar dos três melhores - Mercedes, Ferrari e Red Bull - uma vez que, na última temporada, a Renault foi uma distante quarta colocada, somando 122 pontos contra 419 da rival mais próxima, a Red Bull, e 655 da campeã Mercedes. No vídeo de lançamento, a equipe salientou o fato de ter subido do nono para o sexto lugar em 2017, e do sexto para o quarto ano passado.

Além de Ricciardo, outro trunfo da Renault é Marcin Budkowski, ex-chefe do departamento técnico da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e contratado como diretor executivo. O polonês traz consigo informações importantes sobre os rivais, ainda que tenha seu antigo cargo em setembro de 2017, antes das regras de 2019 terem sido acordadas.

Depois da Haas sair na frente, mostrando sua pintura na última quinta-feira (7), esta semana está sendo recheada de lançamentos na Fórmula 1, com a Toro Rosso mostrando seu carro e a Williams, sua nova pintura na segunda (11). Nesta quarta (13), a Mercedes, a Red Bull e a Racing Point fazem seus lançamentos; a McLaren mostra seu carro na quinta (14); a Ferrari, na sexta (15); e a Alfa Romeo encerra as apresentações na próxima segunda (18).

Folhapress

Nenhum comentário

Postar um comentário