Ministro do Turismo é exonerado do cargo por Bolsonaro

Nenhum comentário

          Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) (Valter Campanato/Agência Brasil)

A edição desta quarta-feira (6) do Diário Oficial da União traz publicada a exoneração do ministro, Marcelo Àlvaro Antônio, do Turismo. O decreto é assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). Na exoneração aparece Marcelo Henrique Teixeira Dias, nome de batismo do ex-ministro.
A exoneração saiu dois dias após reportagem do jornal Folha de S.Paulo apontar Marcelo Antônio como integrante de um esquema irregular para lançar candidatos “laranjas”, nas eleições, e assim desviar verbas eleitorais do Fundo Partidário, beneficiando-se do sistema.
No texto publicado no Diário Oficial, no entanto, não há justificativa para a exoneração.
Reeleito por Minas Gerais, Marcelo Antônio, do mesmo partido do presidente, foi o deputado federal mais votado do estado. Há dois dias, na sua conta no Twitter, ele negou qualquer tipo de irregularidade.
“Reforço que a distribuição do Fundo Partidário do PSL cumpriu rigorosamente o que determina a lei. Todas as contratações da minha campanha foram aprovadas pela Justiça Eleitoral”, disse Marcelo Antônio, na mensagem publicada na segunda-feira (4). “Sou o alvo de uma matéria que deturpa os fatos e traz denúncias vazias sobre nossa campanha em Minas Gerais”, afirmou em outra mensagem.


Nenhum comentário

Postar um comentário