Familiocracia?

Nenhum comentário

Em família   

Quem diria. As maiores polêmicas do governo Bolsonaro até agora foram protagonizadas por figuras políticas que não fazem parte da estrutura governamental, de fato – seus filhos.
* Se não tomar as rédeas dos “meninos” pode sobrar prá ele próprio. È bom frisar que a maioria dos eleitores votou no pai para o alto posto que ocupa hoje e não nos filhos.
Afinal de contas
Quem acompanhou nesses dias a história do pais, notou o quanto os filhos do presidente da República quiseram ter tanto protagonismo no Poder Executivo, ao ponto de disputar espaço com o próprio pai.
Conselheiro-mor         
Carlos Bolsonaro não é funcionário do governo. Como vereador do Rio de Janeiro deveria exercer o mandato integralmente ou entrar de licença para que o suplente assuma.
* Depois, então, quem sabe, ser nomeado com toda pompa, por Bolsonaro, conselheiro-mor do governo.
Explicações aos deputados

Os partidos de oposição na Câmara pressionam o presidente da Casa, Rodrigo Maia, a colocar em pauta no plenário um pedido de convocação do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno (PSL). Como justificativa para a convocação do ministro, citam o suposto desvio de recursos do Fundo Partidário do PSL nas eleições de outubro.

* Dois pedidos já foram protocolados: um pelo líder da bancada do PSOL, Ivan Valente (RJ), e outro pelo deputado Henrique Fontana (PT-RS). O objetivo dos deputados é se reunir na próxima terça-feira com Maia para tratar do assunto. 

Problema familiar

Davi Alcolumbre (DEM-AP), reduziu a crise desencadeada após a Folha revelar esquema de candidaturas laranjas do PSL a um "problema familiar" e a um "momento de dificuldade" do governo, e não do Legislativo.

* O presidente do Senado afirmou que esse é um problema familiar. “Não posso entrar num problema familiar. Sou presidente do Senado" – disse.

“Moro de saias”  
A bancada do PSL entrou na disputa para conseguir o comando do Conselho de Ética do Senado. A senadora Selma Arruda (MT), que é ex-juíza e já foi chamada de “Sérgio Moro de saias”, é o nome sugerido para a vaga.

* O Conselho de Ética tem como atribuições receber e analisar representações ou denúncias feitas contra senadores, que podem resultar, nos casos considerados mais extremos, na cassação do mandato.

Frase     
"Laranja podre, no PSL, será esmagada", disse Frota esmagando com a mão a fruta que retirou do bolso ao final do discurso que fez na manhã de quinta – feira passada.

Limpeza    

Após a encenação, funcionários do plenário disseram que a equipe de limpeza teve que entrar em ação para higienizar a tribuna, coberta por um carpete.



Nenhum comentário

Postar um comentário