Desligue a Televisão

Nenhum comentário


Por Márcio Accioly
(24/02/2019)

A Rede Globo vai muito mal das pernas e poderá falir brevemente. A emissora, que colocou em prática a tarefa de arruinar o Brasil, conseguiu realizar em maior parte o trabalho, mas vai sucumbir porque o governo Bolsonaro cortou quase toda a verba que lhe era dirigida, toda oriunda de impostos pagos pelos brasileiros.

A Rede Globo é fruto do oportunismo. Nasceu da associação de Roberto Marinho com o movimento militar de 1964, mudando rumos sempre de acordo com conveniências e adotando prática controversa em que ensinamentos comunistas foram postos em ação na destruição pura e simples de nosso país.

Vivemos num país de analfabetos funcionais. Mas é preciso que a população desperte por inteiro, o que parece estar acontecendo, para refletir sobre os males dessa organização que dita e impõe padrão cultural em todo o território nacional, fazendo com que as pessoas pensem (ou deixem de pensar), simplesmente incorporando todo um horror de procedimento ao seu cotidiano. O Brasil precisa ser educado!

A educação acontece em casa, com a família. Mas isso não está acontecendo, porque a Rede Globo estimula a prostituição e o homossexualismo, adotando como “normalidade” todas as aberrações sexuais veiculadas diariamente em suas novelas de imundos e péssimos costumes. Que fazer? Somente uma verdadeira revolução de costumes irá parar as atitudes criminosas dessa emissora podre!

O primeiro passo seria desligar a televisão, começar a estudar com a garotada (ajudando-a nos trabalhos escolares) e cair fora da programação ácida, corrosiva, em especial a programação da Rede Globo. O sujeito que aparece na televisão é famoso apenas porque dá as caras na telinha.

Esses idiotas, que se contam aos montões, depois de ficarem “famosos” mesmo sem estudar, sem ler e sem saber o que acontece no país, acham que têm o dever e o direito de opinar sobre qualquer assunto: seja o mais simples ou o que requer maior profundidade de reflexão. É assim que drogados e alcoólatras como Fábio Assunção e pessoas alienadas como Camila Pitanga e outros menos votados assumem posições.

Somente a população poderá dar início a revolução silenciosa que mude rumos de tal situação envenenada. A televisão envenena diariamente as pessoas. A única saída é desligá-la! Porque não começar a fazer isso hoje? Como é que um programa como o BBB prospera? Porque existe quem o assista.

Vejam só: o ex-deputado Jean Wyllys, que ficou famoso ao difundir imbecilidades e pregar o homossexualismo (o STF está tratando agora de criminalizar qualquer manifestação contrária), é um dos mais legítimos produtos da Rede Globo. Ele surgiu ali, ao ganhar o BBB de número 5. E é a TV que cria essa monstruosidade.

O narigudo Luciano Huck, lançado pelo ex-presidente Fernando Henrique Canalha como possível candidato presidencial, ficou “famoso” por ter programa de auditório e falar idiotices com segurança. Quase foi vitaminado eleitoralmente!

Só faltou o Faustão, que berra palavrões e imoralidades nos ouvidos de quem o atura e suporta na programação dominical. Quando será que o Brasil começará a mudar? Quando a população tomar consciência de que esses monstros existem por conta de seu apoio. São os famosos do nada! Que defendem o comunismo, mas vivem em Miami.

Se algum dia a violência se tornar insuportável, eles pegarão um avião e irão desfrutar a boa vida em países, capitalistas, porque defendem o comunismo apenas para manter os escravos nacionais trabalhando e pagando seus altos salários. Eles jamais iriam para Cuba ou para a Venezuela, jamais se mudariam para a Coreia do Norte.

A revolução quem faz é o povo. E o primeiro passo é desligar a Rede Globo.


Nenhum comentário

Postar um comentário