Médium João de Deus negocia sua entrega, mas é considerado foragido

Nenhum comentário

                                                                          © Fornecido por AFP/MSN

O médium João de Deus, que teve sua prisão pedida pela Justiça após centenas de denúncias de abuso sexual, negociava neste sábado se apresentar à polícia, anunciaram autoridades.

A Secretaria de Segurança Pública de Goiás, onde o médico praticava sessões de "cura espiritual", explicou em comunicado que "as negociações para a sua apresentação continuam", assim como as investigações.

A polícia de Goiás havia estipulado, em um primeiro momento, que ele seria considerado fugitivo se não se rendesse até as 12h de hoje, mas a Secretaria de Segurança assinalou que não havia um prazo específico, uma vez que os advogados de defesa estavam em contato com a polícia.

Horas mais tarde, em comunicado, o Ministério Público de Goiás afirmou que João de Deus era considerado efetivamente um fugitivo, uma vez que não foi encontrado em nenhum endereço conhecido, e que "não se apresentou espontaneamente nas 24 horas posteriores à emissão da ordem de prisão".

Um de seus advogados, Alberto Toron, afirmou hoje que João irá se entregar, mas não disse quando, nem onde.


Nenhum comentário

Postar um comentário