Em Rio Branco, Sergio Souto apresenta o show ‘Canções de Floresta e Rios'

Nenhum comentário

Apresentação acontece no Teatro Plácido de Castro, na quinta-feira, 6 de dezembro. Durante show, Souto vai apresentar grandes sucessos da sua carreira e novas composições.

Dos palcos dos grandes festivais da música brasileira do final da década de 1970 para os palcos acreanos! É neste ritmo, que o cantor e compositor Sérgio Souto, apresenta seu repertório genuíno de música popular. O show acontece no Teatro Plácido de Castro - Teatrão, na quinta-feira 6 de dezembro. Durante a apresentação, Souto vai resgatar grandes sucessos de sua carreira e apresentar novas composições.
Conhecido por misturar a inquietude urbana com a tranquilidade da mata, Sérgio Souto traz na bagagem uma boa leva de belas composições com poesias, repletas de rimas, romance, bom humor e histórias de andanças pelo país, traduzindo as cores amazônicas através da sua voz.
“Esse show tem um significado especial para mim. Preparamos uma estrutura bacana, com um cenário atraente e uma banda sensacional para lançar o novo álbum: Canções de Floresta e Rios. Além disso, a apresentação vai resgatar sucessos de grandes parceiros que conquistei no Acre, alguns que inclusive já partiram”, disse.
O músico nasceu em Sena Madureira, interior do Acre. Aos 15 anos, mudou-se para o Rio de Janeiroonde passou grandes anos da sua vida e atualmente reside na capital acreana. Em 1979, começou a compor profissionalmente.
Com 38 anos de carreira, Souto possui 14 álbuns lançados. O compositor já teve várias canções gravadas por grandes artistas renomados, como: Jessé, Fagner, Jorge Vercillo, Nina Wirth, Nelson Gonçalves, Elba Ramalho, entre outros.
Os ingressos do show custam R$ 30 (inteira); com direito à meia entrada para estudantes, professores e idosos, no valor de 15 reais. O evento promete fechar o ano com alegria e boas energia.
O projeto Canções de Floresta e Rios, tem o patrocínio da Fundação Elias Mansour e apoio do Serviço Social do Comércio - Sesc. 





Nenhum comentário

Postar um comentário