9 veteranos que você pensava que já haviam se aposentado

Nenhum comentário


O futebol atual está recheado de atletas veteranos, principalmente aqueles que fizeram sucesso no passado e seguem buscando um espaço para mostrar que ainda tem algo a mais a apresentar. Por isso, o blog Gol de Canela resolveu separar alguns desses medalhões que estão "esquecidos" aqui no Brasil ou pelo mundo a fora. Confira:


Acosta, 41 anos (Cerrito-URU)


Acosta defende atualmente o Cerrito, modesto time do Uruguai, que disputa a segunda divisão do país. Com passagens marcantes pelo Náutico e Corinthians, ele chegou a a anunciar o fim da carreira em setembro de 2017 por problemas de saúde.



Loco Abreu, 42 anos (Dep. Magallanes-CHI)


Loco Abreu deixou o Audax Italiano antes do início da Copa do Mundo de 2018 e acertou com o Deportes Magallanes, clube da segunda divisão chilena, o 27º clube diferente da sua carreira.



Marcelinho Paraíba, 43 anos (Perilima-PB)


Após defender o Treze-PB, o meio-campista Marcelinho Paraíba assinou contrato com o Perilima, da segunda divisão do Campeonato Paraibano, para o restante da temporada.





Túlio Maravilha, 49 anos (CATS)

 
Aos 49 anos, Túlio Maravilha defenderá o Taboão da Serra na disputa do Campeonato Paulista da Série A3 em 2019.




Kazuyoshi Miura, 50 anos (Yokohama-JAP)
 

O japonês Kazu Miura, que década de 80 foi o primeiro japonês a marcar um gol no futebol brasileiro, é o jogador mais velho em atividade. Com quase 51 anos, ele atualmente defende o Yokohama FC.



Óscar Pérez, 45 anos (Pachuca-MÉX)


Mesmo após anunciar sua aposentadoria em maio deste ano, o veterano goleiro Óscar Pérez acabou renovando seu contrato por mais seis meses com CF Pachuca.



Gabor Kiraly, 42 anos (Haladás-HUN)


Lembrado por sempre atuar com calças de moletom compridas, o hungaro Gabor Kiraly defende desde 2015 o Szombathelyi Haladás




Magno Alves, 42 anos (Floresta-CE)


Considerado um dos maiores artilheiros do mundo em atividade, Magno Alves jogou pelo Floresta-CE na Taça Fares Lopes. Antes disso, estava no Atlético Tubarão, de Santa Catarina, pelo qual jogou a Série D do Campeonato Brasileiro.



Lúcio, 40 anos (Brasiliense)


Aos 40 anos, Lúcio é o último jogador campeão mundial pelo Brasil em 2002 que ainda está na ativa. Seu último clube foi o Brasiliense-DF.







Nenhum comentário

Postar um comentário