Raikkonen vence GP dos EUA de F1 e adia título de Hamilton

Nenhum comentário
Se o principal concorrente o tirar o título da F-1 das mãos deLewis Hamilton era Sebastian Vettel, foi uma outra Ferrari que adiou a decisão da temporada: Kimi Raikkonen, que venceu o GP dos EUA neste domingo (21).

Hamilton largou na primeira posição e precisava de uma vitória com Vettel em terceiro para levantar o troféu. Contudo, Raikkonen (que largou em segundo) assumiu a ponta já na largada enquanto Vettel caiu de quinto para 15º após rodar.

A disputa na ponta seguiu acirrada, com o piloto da Mercedesfazendo de tudo para ultrapassar seu adversário, mas só conseguindo retomar a ponta quando o finlandês foi para os boxes.

Contudo, Hamilton também precisou fazer a sua parada pouco depois, e por isso perdeu novamente a ponta, que então não mudou mais de dono: ficou para Kimi Raikkonen. Essa foi a 21ª vitória do finlandês na carreira e a primeira desde o GP da Austrália em 2013.

Mesmo sem o primeiro lugar do pódio, o britânico poderia ser campeão e, por pouco, não foi. Precisava chegar em segundo e Vettelnão passar de quinto. Na penúltima volta o piloto da Mercedes tentou ultrapassar Max Verstappen pela segunda posição, por pouco não conseguiu, mas acabou deixando o carro escapar da pista e acabou em terceiro.

Vettel, que neste momento era quinto, ainda conseguiu ultrapassar Valtteri Bottas para terminar em quarto.

Apesar do título não ter saído nos Estados Unidos, Hamilton está mais próximo do que nunca do pentacampeonato: precisa de apenas um sétimo lugar em uma das próximas três corridas. O resultado do GP deixou Hamilton com 346 pontos e Vettel com 276.

O próximo Grande Prêmio acontece no México, no próximo domingo (28).

Resultado final do GP dos EUA:

1. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari): a 1h34min18s643
2. Max Verstappen (HOL/Red Bull): a +1s281
3. Lewis Hamilton (ING/Mercedes): a +2s342
4. Sebastian Vettel (ALE/Ferrari): a +18s222
5. Valtteri Bottas (FIN/Mercedes): a +24s744
6. Nico Hulkenberg (ALE/Renault): a +87s210
7. Carlos Sainz (ESP/Renault): a +94s994
8. Esteban Ocon (FRA/Force India): a +99s288
9. Kevin Magnussen (DIN/Haas) : a +100s657
10. Sergio Pérez (MEX/Force India): a +101s080
11. Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso): a 1 volta
12. Marcus Ericsson (SUE/Sauber): a 1 volta
13. Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren): a 1 volta
14. Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso) a 1 volta
15. Sergey Sirotkin (RUS/Williams): a 1 volta
16. Lance Stroll (CAN/Williams): a 2 voltas
Não completaram:
Charles Leclerc (MON/Sauber): parou a 31 voltas
Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull): parou a 8 voltas
Romain Grosjean (FRA/Haas): parou a 2 voltas
Fernando Alonso (ESP/McLaren): parou a 1 volta

Mundial de pilotos:
1. Lewis Hamilton (GBR) Mercedes - 346 pontos
2. Sebastian Vettel (ALE) Ferrari - 276 pontos
3. Kimi Raikkonen (FIN) Ferrari - 221 pontos
4. Valtteri Bottas (FIN) Mercedes - 217 pontos
5. Max Verstappen (HOL) Red Bull - 191 pontos
6. Daniel Ricciardo (AUS) Red Bull - 146 pontos
7. Nico Hulkenberg (ALE) Renault - 61 pontos
8. Kevin Magnussen (DIN) Hass - 55 pontos
9. Sergio Perez (MEX) Force India - 54 pontos
10. Esteban Ocon (FRA) Force India - 53 pontos
11. Fernando Alonso (ESP) McLaren - 50 pontos
12. Carlos Sainz (ESP) Renault - 45 pontos
13. Romain Grosjean (FRA) Hass - 31 pontos
14. Pierre Gasly (FRA) Toro Rosso - 28 pontos
15. Charles Leclerc (MON) Sauber - 21 pontos
16. Stoffel Vandoorne (BEL) McLaren - 8 pontos
17. Lance Stroll (CAN) Williams - 6 pontos
18. Marcus Ericsson (SUE) Sauber - 6 pontos
19. Brendon Hartley (NZL) Toro Rosso - 2 pontos
20. Sergey Sorotkin (RUS) Williams - 1 ponto

Mundial de construtores:
1. Mercedes - 563 pontos
2. Ferrari - 497 pontos
3. Red Bull - 337 pontos
4. Renault - 106 pontos
5. Haas - 86 pontos
6. McLaren - 58 pontos
7. Force India * - 48 pontos
8. Toro Rosso - 30 pontos
9. Sauber - 27 pontos
10. Williams - 7 pontos

Vendida para Racing Point em agosto, a Force India realizou uma nova inscrição e perdeu todos os pontos que havia conquistado até aquele momento.



FOLHAPE


Nenhum comentário

Postar um comentário