Quarta fase da Operação Maus Caminhos combate fraude na saúde pública do Amazonas

Nenhum comentário

Operação Cashback aprofunda investigações que apontam desvios de R$ 140 milhões do SUS


O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) participou, nesta quinta-feira (11), da Operação Cashback. O trabalho é realizado em parceria com a Polícia Federal, o Ministério Público Federal (MPF) e a Receita Federal do Brasil (RFB). O objetivo é aprofundar as investigações de fraudes que desviaram mais de R$ 140 milhões do Sistema Único de Saúde (SUS) no Amazonas.

A Cashback é a quarta fase da Operação Maus Caminhos, deflagrada em 2016 (veja abaixo o histórico). Com o avanço das apurações, foram identificados novos fatos e prejuízos referentes à prática do retorno do dinheiro pago às empresas fornecedoras de produtos e serviços do Instituto Novos Caminhos (INC) ao líder da organização criminosa, para que fosse redistribuído a título de propina aos agentes públicos e políticos.

A operação consiste no cumprimento de 16 mandados de prisão temporária e 40 mandados de busca e apreensão em Manaus (AM) e São Paulo (SP). Os investigados devem responder, dentre outros crimes, por organização criminosa, corrupção passiva e ativa, crime contra a ordem tributária e lavagem de capitais. O trabalho conta a participação de oito auditores da CGU, 20 auditores da RFB e 150 policiais federais.



Nenhum comentário

Postar um comentário