Helder fica na frente, com 47,83%, para o governo do Pará. Márcio Miranda tem 30,16%

2 turno
Nenhum comentário
Os candidatos Helder Barbalho (MDB) e Márcio Miranda (PSBD) disputarão o 2º turno das eleições para o Governo do Estado do Pará deste ano: Helder terminou o 1º turno com 47,82% dos votos válidos e, Márcio, com 30,16% dos votos. O resultado era o mostrado até às 21h30, com 97,50% das urnas apuradas.

O Estado do Pará teve 17286 seções de votação e um total de aproximadamente 5 milhões e 500 mil eleitores. O segundo turno das eleições será realizado no próximo dia 28 de outubro.

O candidato Paulo Rocha ficou em terceiro lugar na eleição para Governo do Estado com 16,89%. O quarto lugar ficou com o candidato Fernando Carneiro que teve 4,53%. 

HELDER BARBALHO

Helder Zahluth Barbalho nasceu em Belém do Pará, em 18 de maio de 1979. Graduado em Administração no ano de 2002, pela Universidade da Amazônia (Unama), em Belém. É pós-graduado na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, com o título de MBA Executivo em Gestão Pública. 

No ano 2000, foi o vereador mais votado de Ananindeua com 4.296 votos. Dois anos depois se elegeu deputado estadual, também o mais votado, com 68.474 votos. 

Helder assumiu a Prefeitura de Ananindeua, terceira maior cidade da Amazônia, com 25 anos de idade, em 2005, tornando-se o prefeito mais jovem da história do Pará. Ainda como prefeito de Ananindeua, assumiu a presidência da Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará (Famep). 

Em 2008 foi reeleito à prefeitura de Ananindeua, no 1º turno, com 93.493 mil votos. 

Helder atuou nos últimos anos como Ministro da Pesca e Aquicultura, Ministro da Secretaria Nacional dos Portos e Ministro da Integração Nacional. 

MÁRCIO MIRANDA 

Márcio Miranda é médico, capitão da reserva da Polícia Militar do Estado e deputado estadual por cinco mandatos consecutivos, eleito três vezes presidente da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). 

Aos 61 anos, tem atuação no setor agropecuário no município de Castanhal, onde foi criado. 

Casado, iniciou sua trajetória política, em 2002 e pela primeira vez disputou ao cargo de governador do Estado do Pará em 2018. 

Nenhum comentário

Postar um comentário