Verba destinado à publicidade na Globo cai nos governos Lula e Dilma

Nenhum comentário

FHC destinou 49% da fatia à Globo em 2002; em 2014, a fatia destinada foi de 36%

© Reprodução / TV Globo

POR NOTÍCIAS AO MINUTO



Dados divulgados pelo governo federal apontam que Fernando Henrique Cardoso gastou em publicidade nos quatro maiores jornais impressos (Folha, Globo, Estado e Valor), durante os anos 2000 a 2003, o equivalente a R$ 243 milhões. Lula e Dilma, juntos, gastaram em 12 anos o equivalente a R$ 730 milhões, apontam dados do jornal Folha de S. Paulo. O governo federal passou a divulgar a série histórica de forma consistente a partir do ano 2000. Antes dessa data, os dados existentes não são confiáveis.

Os dados apontados pelo jornal mostram os valores gastos com publicidade, desde 2000, em jornais online e TVs abertas. Os números mostram que a Rede Globo e as emissoras de propriedade do grupo, localizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília e Recife, receberam um total de R$ 6,2 bilhões em publicidade durante os 12 anos de governos petistas de Lula (2003 a 2010) e Dilma (2011 a 2014). Ao todo, foram pagos R$ 13,9 bilhões para veicular comerciais estatais em TVs abertas no período do PT na Presidência da República. Já FHC, de 2000 a 2003, pagou o equivalente a R$ 1,2 bilhão.
Ainda segundo o jornal, no ano de 2002, durante a era FHC, a Globo recebeu 49% das verbas federais para propagandas em TVs abertas. No primeiro ano de Lula no governo, houve um salto e a Globo recebeu 59% da verba, valor que começou a cair no ano seguinte. Em 2014, apesar de ainda liderar, a emissora recebeu apenas 36% da fatia destinada a publicidade.



Nenhum comentário

Postar um comentário